Tricolor visita o CSA para tentar encerrar o jejum na Série A

Tricolor já está há nove partidas sem vencer no Campeonato Brasileiro

O Bahia fará neste domingo (1º) o primeiro dos três últimos jogos que restam para acabar a temporada 2019. A partir de 18h, o tricolor encara o CSA, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Certamente, ao fim do primeiro turno todos os torcedores tricolores tinham a certeza de que neste momento do campeonato o time estaria brigando firme por uma vaga na Libertadores. Se enganaram.

O Bahia chega a reta final do Brasileirão de maneira bem diferente do esperado. Matematicamente o time ainda tem chance de chegar à Libertadores, mas depois de uma sequência de nove jogos sem vencer é difícil encontrar alguém que continue acreditando na façanha.

Por isso, o objetivo do tricolor nos três últimos jogos é bem mais modesto. Com 45 pontos, o Esquadrão tem visto os concorrentes se aproximarem e precisa agir rápido para encerrar o jejum, voltar a vencer e se garantir entre os classificados para a Copa Sul-Americana.

Nos últimos dias, o tempo não tem sido um aliado da equipe. Por conta dos jogos em sequência, os treinos no campo deram lugar a recuperação física e os ajustes têm sido feitos na base da conversa. Para o técnico Roger Machado, o momento é de tirar a pressão para que os atletas voltem a desempenhar um bom futebol.

“Momento de pressão faz o jogador, mesmo com qualidade, errar mais que normalmente. Nos últimos jogos, com tentativa de buscar um time mais leve, temos tido alguns atletas, pelo ano, momento, pressão, não têm rendido o que a gente espera”, explicou o treinador.

Roger, inclusive, vai promover mais alterações no time que entra em campo hoje. Para o duelo em Maceió ele ganha os retornos de João Pedro e Guerra. E a principal dúvida está no meio-campo.

Com Marco Antônio machucado, Roger tem quebrado a cabeça para encontrar um meia armador. Contra Goiás e Atlético-MG, o atacante Lucca foi o escolhido. Não deu certo.

Meias de origem, Guerra e Shaylon não vêm gozando de muito prestígio com o comandante tricolor. Por isso, a tendência é a de que hoje o lateral João Pedro volte a desempenhar a função.

“A ideia é procurar um meio mais leve, técnico, para chegar no ataque com mais qualidade. Aconteceu algumas vezes, mas, em outros momentos, não. Continuamos buscando alternativas. Esses momentos são frustrantes, mas são importantes para que a gente consiga fazer avaliação, no final do ano, saber onde melhorar, em que posições precisamos para qualificar o grupo cada vez mais”, explicou Roger.

O Bahia deve entrar em campo com: Douglas, Nino, Wanderson, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e João Pedro; Artur, Élber e Gilberto.

Última cartada
Do outro lado, o CSA tenta uma última cartada na luta contra o rebaixamento. Então auxiliar, Jacozinho vai comandar o time após a saída de Argel Fucks para o Ceará. Ele não poderá contar com Jonatan Gómez, artilheiro da equipe na Série A, que está suspenso.

Compartilhar