Coronel recebe a visita do presidente eleito do TJ-BA, desembargador Gesivaldo Britto

Chefes da Alba e TJ-BA destacaram a importância da harmonia entre os poderes do Estado em prol da sociedade.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Angelo Coronel (PSD), se encontrou, na manhã desta segunda-feira (8), na Alba, com o presidente eleito do Tribunal de Justiça da Bahia, Gesivaldo Britto.

coronel e pres tj ba

PUBLICIDADE        

A visita do desembargador teve como objetivo entregar ao chefe do Legislativo estadual o convite da Sessão Solene de posse da nova Mesa Diretora do TJ-BA, que assume os destinos do Judiciário baiano no biênio 2018-2020. A solenidade acontece dia 1º de fevereiro, às 9 horas, no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbosa.
Angelo Coronel agradeceu a gentileza, confirmou presença e aproveitou para convidar o desembargador para a Sessão de Abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa, que ocorre também no primeiro dia do próximo mês, às 16 horas, no plenário da Casa.
Deputado Angelo Coronel comentou que a Assembleia baiana se sente lisonjeada com a visita de cortesia do futuro presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, e destacou sua convicção na realização de uma gestão profícua do TJ e voltada aos interesses dos baianos.
Presidente do Legislativo ressaltou a importância de se manter a independência, a harmonia e a unidade entre os poderes na Bahia. “Quando os poderes dialogam e trabalham irmanados, todos os baianos ganham”, observou, Coronel.
Gesivaldo Britto comentou sua expectativa de, à frente do TJ-BA, dar continuidade ao trabalho feito pela antecessora, desembargadora Maria do Socorro Santiago. “Vou buscar ampliar e melhorar o que já vem sendo feito, e para isso conto com a ajuda de todos”.
O desembargador também enfatizou a relevância de se cultivar a unidade entre o Judiciário, o Legislativo e o Executivo. “A união entre os poderes faz com que o Tribunal de Justiça tenha êxito na prestação jurisdicional à sociedade. Os poderes dependem um dos outros”, explicou.
Gesivaldo foi eleito presidente do Tribunal, obtendo 31 votos dos pares baianos, em votação secreta. Ele vai dirigir os rumos do TJ de fevereiro de 2018 a fevereiro de 2020. Disputaram o pleito os seguintes desembargadores: José Olegário Monção Caldas (3 votos), Rosita Falcão de Almeida Maia (13 votos), Lourival Almeida Trindade (5 votos) e José Cícero Landim Neto (7 votos).

Compartilhar