Evento de intercâmbio reúne universidades estrangeiras em Salvador

o dia 10 de outubro, a partir das 15h, o Fiest Convention Center, na avenida ACM, Pituba, vai receber o 24º Salão do Estudante.

Para os alunos que sonham com a realização de um intercâmbio, um evento em Salvador vai reunir as principais universidades estrangeiras em um único salão. No dia 10 de outubro, a partir das 15h, o Fiest Convention Center, na avenida ACM, Pituba, vai receber o 24º Salão do Estudante. A entrada é gratuita e o estudante poderá fazer a inscrição pelo site da feira.

Estarão presentes no encontro mais de 80 universidades de diversos países. Entre as mais conceituadas estão as Universidades da Califórnia (EUA), New York University (EUA), Universidades do Porto e de Lisboa (Portugal), Uppsala University (Suécia), University of Windsor (Canadá) e Deakin University (Austrália).

PUBLICIDADE        

Organizações governamentais como Australian Trade and Investment Commission – Austrade (Austrália), EducationUSA (EUA) e Campus France (França) também estarão presentes, dando informações sobre mais de 3 mil universidades de seus países.

O bloco de Portugal será outro destaque no Salão. Serão 25 instituições portuguesas, incluindo universidades públicas, privadas e politécnicos, que oferecerão diversos cursos na feira. Desde 2014 os brasileiros tem migrado para Portugal com o objetivo de cursar uma graduação.

“A língua é a mesma e muitos estudantes optam pelo destino, além da qualidade de vida e segurança que o país oferece”, revela Samir Zaveri, CEO e Presidente da BMI, organizado do evento, por meio de nota. Entre os países mais procurados para graduação, Portugal ocupa o 3º lugar no ranking, liderado por Estados Unidos e Canadá, seguindo pela Austrália e Reino Unido.

O evento completo acontece de 28 de setembro a 10 de outubro em seis capitais (Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Salvador).

Alta procura

De acordo com pesquisa da própria BMI, cresceu cerca de 25% o número de brasileiros que estão interessados em ingressar em universidades estrangeiras. Se levarmos em consideração a procura por instituições portuguesas, esse crescimento aproxima-se de 100%.

Construir uma carreira sólida graças ao nome da universidade é o aspecto que mais motiva os estudantes segundo o levantamento. Mais de 200 mil estudantes nos últimos 3 anos responderam à pesquisa, que também apontou como segundo motivo a qualidade do ensino superior no exterior e a experiência de vida que o curso proporciona.

Compartilhar