Justiça revoga prisão preventiva do proprietário da TV Baiana e Torre

Ele é um dos indiciados na Operação babel, que investiga possíveis irregularidades nos contratos da coleta de lixo de Aracaju.

A desembargadora Ana Lúcia dos Anjos concedeu nesta terça-feira (25) habeas corpus revogando a prisão preventiva do dono da empresa torre, José Antônio Torres, preso no domingo (9) e está internado no Hospital Cirurgia desde sexta-feira (14). Ele é um dos indiciados na Operação babel, que investiga possíveis irregularidades nos contratos da coleta de lixo capital firmados entre a prefeitura e as empresas Torre e Cavo.

Na decisão, a desembargadora alega que não há fato concreta que permita que a liberdade do empresário ofereça risco à instrução processual. Além de revogar a prisão preventiva do paciente ela aplicou medidas em substituiçãoao cárcere, como o comparecimento do empresário à Justiça no primeiro dia útil de cada mês para informar e justificar as duas atividades até o final do processo.

Também fica proibido de se ausentar da comarca por mais três dias sem autorização judicial, assim como mudar de endereço sem autorização, além de entrar em contato com os demais indiciados e qualquer testemunha. Ela obriga ainda que compareça a todos os atos do processo após intimação.

Compartilhar