SALVADOR DE AÇUCAR: Alagamentos, buracos e congestionamentos travam a cidade

A chuva está sendo provocada por uma frente fria vinda da região Sul da Bahia

chuva salvador

O aguaceiro desta quinta já teve reflexos: regiões da Avenida Paralela, como no Imbuí, e do Costa Azul ficaram sem energia elétrica por conta da queda de raios, segundo a Coelba. A concessionária informou que já tem equipes trabalhando no local, mas não há previsão de restabelecimento do serviço.

A chuva está sendo provocada por uma frente fria vinda da região Sul da Bahia, segundo a meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em Salvador, Claudia Valéria. O temporal atinge também todo o Litoral, região Sudeste e Recôncavo da Bahia. De acordo com Cláudia, Salvador já acumula este mês 123,5 milímetros de chuva, o que está abaixo da média histórica que é de 151,6 milímetros em março.

Trânsito
O trânsito está bastante congestionado na Avenida Paralela no sentido Aeroporto. Em um dos acessos do canteiro de Obras do metrô, na altura do Imbuí, é grande  o volume de água que está saindo do canteiro e alagando a via. A CCR Metrô Bahia negou que tenha ocorrido o rompimento da barreira que protege o canteiro e informou que equipes estão limpando a avenida. O trânsito está fluindo na Paralela no sentido Centro.

Já na Avenida Vasco do Gama o alagamento exige atenção dos motoristas, assim como na Garibaldi, onde há um ponto de alagado na altura do monumento a Clériston Andrade. Na Adhemar de Barros, também em Ondina, estudantes da Universidade Federal da Bahia estão precisando subir nos bancos da parada de ônibus por conta das poças. O trânsito está livre nas avenidas Bonocê e Juracy Magalhães Jr, segundo a Transalvador.

Compartilhar