No Vitória desde 2016, o capitão Willian Farias afirmou que não consegue identificar um momento específico da temporada que tenha provocado a atual crise do clube, mas que ela não se configurou apenas em 2018. “Não consigo avaliar. Acredito que esse momento que a gente está vivendo hoje não foi só este ano e o passado também”, disse o volante, após o empate em 0x0 contra o Grêmio, no Barradão, que praticamente rebaixou o Vitória à Série B – a certeza pode sair ainda neste domingo (25), se a Chapecoense pontuar contra o Corinthians, em São Paulo.

“O primeiro jogo valia os mesmos três pontos que os de hoje, então a gente pode falar que o Grêmio foi o rebaixamento? Não, foi desde o começo do campeonato”, comentou Farias.

Na opinião do jogador, todos na Toca do Leão precisam avaliar o que desencadeou a situação em que o Vitória se encontra. “É para refletir, para botar a cabeça no travesseiro e pensar. Não só nós jogadores pelo que nós fizemos e sim num modo geral, o clube todo”, afirmou Willian Farias, que tem mais um ano de vínculo com o Leão. “Tenho contrato até 2019 e pretendo ficar”, encerrou.

Com 37 pontos, o Vitória é vice-lanterna da Série A e encerrará sua participação diante do Palmeiras, no próximo domingo (2), na Allianz Parque, no jogo que marcará a entrega da taça ao time paulista, campeão antecipado após vencer o Vasco por 1×0, em São Januário.

Compartilhar