Whindersson Nunes e Luísa Sonza anunciaram o fim do casamento na semana passada. Ontem, eles foram acusados romantizar separação e usar como jogada de marketing. O humorista já tinha se manifestado sobre isso e durante a madrugada, voltou a falar sobre seu relacionamento.

“Se alguém terminar um relacionamento, eu não venho com ‘por que romantizar um divórcio’, romantizar? Romantizar o que é isso? A pessoa vem me marcar em publicação como se me conhecesse”, disse Whindersson. “Não, não superei, eu li sobre banalizar casamento, matrimônio. Eu simplesmente não dou pitaco no relacionamento de ninguém se eu não for chamado”, continuou ele nos Stories, do Instagram

Mais cedo, ele havia publicado também um texto nas redes sociais falando sobre o mesmo assunto. Uma seguidora o marcou em uma publicação dizendo que ele e Luísa estavam romantizando a separação e usando como estratégia de marketing.

“Não existe isso de ‘quanto mais se perde mais ganha’. Isso é coisa de quem usa a fé pra sofrer. Eu não uso a fé pra sofrer, eu uso a fé como Jesus disse pra usar, ajudar seus irmãos próximos. Amar ao próximo como a ti mesmo e eu me amo muito. Se eu me amo e devo amar o próximo como a mim mesmo, como posso deixar de amar a pessoa que não é mais a minha esposa? Não faz sentido, nem para mim, e acredito que nem pra Jesus”, escreveu o humorista.

“Eu não preciso aguentar nada, nem a pessoa precisa aguentar nada e sofrer aí chorando. Eu não vivo em 1820, eu vivo em 2020. É superpossível imergir de cabeça no mundo de quem você ama e ver até onde isso dá, e não significa que temos de competir”. Ele não faltou elogias a Luísa Sonza: “Só trouxe alegria e pessoas boas para minha vida, aprendi 20 anos em quatro. Incrível, só lamento para você que aguenta m… porque Deus quer. Eu não acredito nisso aí”.

Compartilhar