LEIA TAMBÉM:

Wanderlei Silva está perto de reencontrar Vitor Belfort em uma luta. É o que afirma o “Cachorro Louco”, em entrevista exclusiva ao Combate.com. Derrotado em 1998, em um dos nocautes mais famosos da história, o curitibano tenta, há 22 anos, uma revanche contra o compatriota, porém, garante que as negociações se encontram em estágio avançado.

– Essa é uma luta que não quero ganhar rápido. Eu quero bater nele, machucá-lo, fazê-lo sentir dor, sangrar. Ele entrega fácil. Tem cara que você tem que arrancar a alma para ganhar, bater até desfigurar o cara. Ele não é um cara desses, sabemos muito bem. Todo mundo do meio sabe da fama que ele tem de bunda mole, de frouxo. Ele só é leão quando está batendo, quando começa a tomar duas ou três, já entrega. Estou ligado nisso. Na hora em que sentir a minha mão… Não vou ficar falando, quero mais é fazer.

Wanderlei Silva espera, enfim, reencontrar Vitor Belfort em uma luta — Foto: Marcelo Barone

Wanderlei Silva espera, enfim, reencontrar Vitor Belfort em uma luta — Foto: Marcelo Barone

Compartilhar