O Vitória entra em campo, neste sábado (9), contra o Corinthians, com muitos motivos para fazer um grande esforço e trazer três pontos do jogo que começa às 21h, no Itaquerão, em São Paulo.

Com 11 pontos, o rubro-negro começa a 11ª rodada em 14º lugar e fora da zona de rebaixamento, mas com a perigosa distância de apenas dois pontos para a Chapecoense, time que abre a zona. Um triunfo contra o Corinthians pode dar um impulso no Leão para ainda mais longe dos piores da competição.

O confronto não é eliminatório, mas o Vitória entra com uma vontade a mais de bater o time paulista, afinal, foram os corintianos, nesse mesmo estádio, que eliminaram o rubro-negro da Copa do Brasil, após triunfo por 3×1.

A tarefa, claro, não é fácil. O Corinthians está invicto como mandante e venceu três dos cinco jogos que fez, com seis gols feitos e três sofridos. Porém, o Vitória sabe ser um visitante chato. Embora só tenha vencido um jogo longe do Barradão, contra o Vasco, empatado um e perdido outros três, o time do técnico Vagner Mancini tem uma linha de frente que fez gol em todas as rodadas da Série A.

Ao todo, o rubro-negro marcou 16 gols – metade deles fora de Salvador – e só não supera o líder Flamengo, que tem 18, e o Atlético Mineiro, com 17, em números de bola na rede. O que complica é a defesa, a mais vazada da competição, furada 20 vezes. Foi na rodada passada, inclusive, no triunfo por 1×0 contra a Chapecoense, que o Leão viveu pela primeira vez nesta edição a experiência de não sofrer gol em uma partida.

O confronto deste sábado (9) é o penúltimo antes da parada para a Copa do Mundo. Depois, o Leão seguirá na capital paulista para fazer o último, terça-feira, contra o São Paulo, às 21h30, no Morumbi.

Novos times
O time que entra em campo, como de praxe, só será revelado nos vestiários do Itaquerão, mas é certo que será diferente do que foi eliminado da Copa do Brasil. Para se ter uma ideia, daqueles 11 titulares, só quatro devem ser utilizados pelo técnico Vagner Mancini neste sábado (9).

Na época, a escalação era formada por Caíque (afastado após sucessivos erros), José Welison (lesionado), Kanu, Ramon e Pedro Botelho (dispensado); Willian Farias (machucado), Uillian Correia (pouco utilizado); Yago (pouco utilizado), Neilton e Rhayner; Denilson (ausente por estar em negociação com o Atlético Mineiro).

O Leão tem retornos importantes para essa partida. O goleiro Elias, que não enfrentou a Chapecoense na rodada passada por questões contratuais, deve retomar à titularidade no lugar de Ronaldo. O volante Rodrigo Andrade, que estava suspenso, também fica à disposição. Disputa vaga com Ramon e Lucas Marques.

Com isso, é possível que Mancini “oxigene” seu time, como costuma dizer quando sente necessidade de fazer um rodízio entre os atletas para evitar desgaste físico. É possível também que ele aposte na manutenção do jovem Cedric na lateral direita.

Machucados, Walisson Maia, Bryan, Juninho, Fillipe Soutto, Willian Farias, José Welison e Jonatas Belusso seguem na lista de desfalques.

O Corinthians também tem mudanças em relação ao time titular da partida que aconteceu no dia 10 de maio. Naquele dia, entraram em campo Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho, Pedrinho e Romero. Desta vez, não poderão atuar o goleiro Cássio, convocado pela Seleção Brasileira, além de Balbuena e Romero, em amistoso com o Paraguai. O meia Jadson, um dos destaques da equipe, está lesionado e tem sido substituído por Roger, autor do gol no empate com o Santos, em 1×1, na rodada passada.

O Vitória deve começar com Elias, Cedric, Kanu, Aderllan e Jeferson; Ramon, Rodrigo Andrade, Rhayner e Wallyson; Neilton e André Lima. O Corinthians deve ter Walter, Mantuan, Henrique, Pedro Henrique e Sidcley; Maycon e Gabriel; Pedrinho, Rodriguinho e Matheus Vital; Roger.

Compartilhar