LEIA TAMBÉM:

O sonho de repetir o ídolo Michael Schumacher e conseguir vitórias e títulos pela Ferrari acabou numa dispensa por telefone. Sebastian Vettel deixará a equipe ao fim da temporada 2020 e ainda não sabe o que vai fazer, se vai para outra equipe ou parar de correr. Contratado em 2015, Vettel obteve dois vice-campeonatos (2017 e 2018), mas nos últimos anos caiu de desempenho e cometeu muitos erros. Apesar de admitir o fracasso na passagem pela Ferrari, o alemão disse ao site da Fórmula 1 que não se arrependeu de ter deixado a RBR, pela qual levou os títulos de 2010 a 2013.

– Não, não – e essa é a verdade. A Ferrari sempre foi um sonho meu, inspirado maciçamente na minha infância, por Michael no carro vermelho. Fui e ainda sou inspirado por ele, porque penso que ele é o melhor que já existiu. Eu esperava tirar alguns campeonatos do Lewis (Hamilton) para que o recorde de Michael permanecesse um pouco mais; agora estamos um pouco longe para tentar bloqueá-lo. Penso que, olhando para trás, minha missão, meu objetivo era vencer um campeonato e não o fizemos. Então, nesse sentido, falhamos. Mas ainda assim, tivemos alguns anos muito bons, alguns destaques e algumas boas corridas. Então não me arrependo – disse.

Compartilhar