A passarela que fica em frente à Madeireira Brotas, no bairro de Pernambués, tem sido alvo frequente de vandalismo. Só este ano, em levantamento feito até o dia 24 de julho, foram registrados 10 atos de depredação contra o local.

O ato que deixou mais danos aconteceu na última quinta-feira (18), quando a estrutura foi completamente vandalizada e ficou sem iluminação. A Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (DSIP), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), fez uma inspeção no local e detectou que todo o cabeamento elétrico, que tem cerca de 350 metros, foi furtado. Também foram levadas luminárias em LED e eletrodutos em aço galvanizado, além de parte da estrutura ter sido incendiada. O prejuízo, segundo calcula a diretoria, é de aproximadamente R$ 130 mil.

“Ali é uma área central, de grande movimentação. Já foi prestado queixa e registrado boletim de ocorrência para que os órgãos de segurança pública se atentem e possam atuar para impedir que casos como esses voltem a acontecer. Os recursos que gastamos para realizar os reparos poderiam ser usados para novas intervenções na cidade”, disse Júnior Magalhães, diretor de Iluminação Pública.

Passarela de Pernambués está danificada (Foto: Jefferson Peixoto/Secom)

A pasta informou que já trabalha na manutenção e reparo para restabelecer a iluminação da passarela de Pernambués. A previsão é que o serviço seja concluído em até sete dias.

De acordo com dados da DSIP, diariamente pelo menos uma passarela é alvo de vândalos na cidade. Os principais danos são furtos de cabo e quebra de luminárias.

A Guarda Civil Municipal (GCM) informou que faz rondas nesses equipamentos, mas não possui efetivo suficiente para ocupar esses espaços permanentemente. Ressaltou ainda que tem o dever de cumprir com as outras funções da corporação, como zelar pela segurança dos prédios e outros espaços públicos.

Compartilhar