Por Thaís Garcia – Conexão Política

Durante um estudo médico para avaliar o curso clínico da COVID-19 em uma série de pacientes com artrite crônica tratados com terapias direcionadas imunossupressoras, pesquisadores observaram que a inter-relação entre as doenças covid-19 e reumáticas é um tópico interessante na reumatologia clínica.

estudo foi realizado pelos pesquisadores Wiwanitkit Vireu e Joob Beuy, do Centro Acadêmico de Bangkok na Tailândia em parceria com o Departamento de Medicina Comunitária da Universidade Patil, em Pune, na Índia.

Durante o estudo, eles descobriam que o artigo ‘Curso clínico do COVID-19 em uma série de pacientes com artrite crônica tratados com terapias direcionadas imunossupressoras’ sugere ‘evitar a retirada preventiva injustificável de Drogas Antirreumáticas Modificadoras de Doença (DMARDs) – como a hidroxicloroquina – o que poderia levar a um risco aumentado de recidivas e morbidades por causa da condição reumatologia crônica’.

Se essa terapia padrão imunossupressoras para doenças reumáticas tem algum efeito no curso clínico da covid-19 é para os pesquisadores uma questão relevante. Segundo Wiwanitkit Vireu e Joob Beuy, clinicamente, a coocorrência entre covid-19 e outros distúrbios médicos é uma situação significativa.

Por meio do trabalho publicado, eles chamam a atenção para uma doença específica pouco mencionada, o lúpus eritematoso sistêmico (LES).

O LES é um distúrbio imunológico comum que é visto em todo o mundo.

Segundo os pesquisadores, há milhares de pacientes com covid-19 em todo o mundo. No entanto, não há nenhum caso de LES com covid-19.

De fato, uma observação clínica incomum semelhante também é mencionada na infecção por covid-19 e HIV.

Pacientes infectados pelo HIV que ingerem medicamento anti-HIV podem ter menor risco de contrair a covid-19 do que a população em geral, uma vez que o medicamento anti-HIV é comprovado para eficácia contra o coronavírus chinês.

Em relação ao LES, a hidroxicloroquina é um medicamento amplamente utilizado no tratamento, e também é um medicamento relatado quanto à melhor eficácia contra o covid-19 atualmente.

Portanto, os pesquisadores observam que uso de hidroxicloroquina pode ser uma explicação para nenhum relato de paciente com LES com covid-19.

Este é um exemplo que pode apoiar a sugestão de outros estudos sobre medicamentos para doenças reumáticas na atual crise da covid-19.

Veja a publicação do estudo completo (em Inglês) neste link.

Compartilhar