Visitantes aproveitaram nesta sexta-feira (5) as atrações do Universal Orlando, o primeiro dos grandes complexos de parques da Flórida a reabrir desde que a pandemia os obrigou a interromper suas operações há quase três meses.

O resort e os outros parques temáticos desta cidade central da Flórida fecharam em 15 de março para impedir a propagação do novo coronavírus.

Mas o retorno vem com lembranças severas da realidade: controle de temperatura na entrada, uso obrigatório de máscaras faciais, marcas no chão para manter distância e cartazes agradecendo ao público por sua colaboração “nestes tempos sem precedentes”.

O Universal Orlando recebe apenas 35% de sua capacidade normal e implementou um sistema de “filas virtuais”, que permite reservar um espaço em uma atração por meio de um aplicativo para evitar multidões.

Terrence Wilson, de 19 anos, ficou satisfeito com o resultado. “Não há muitas pessoas. Eu posso entrar nas atrações sem ter que esperar 40 minutos ou uma hora”, disse ao jornal local Orlando Sentinel.

Nesta segunda-feira, o Legoland Florida Park abriu na cidade de Winter Haven, enquanto o Sea World Water Park, em Orlando, está programado para operar a partir de 10 de junho.

O maior dos complexos de parques de Orlando, o Walt Disney World, será reaberto em 11 de julho.

No mesmo dia, os parques Magic Kingdom e Animal Kingdom voltam a funcionar, já os EPCOT e Hollywood serão reabertos em 15 de julho.

A cidade de Orlando concentra a maioria dos parques temáticos do estado da Flórida e é visitada anualmente por milhões de turistas de todo o mundo.

Compartilhar