São 12 consultórios médicos com quatro equipes de profissionais que vão oferecer os cuidados básicos da saúde e odontológico. A Unidade de Saúde da Família (USF) do Curralinho inaugurada na manhã desta quinta-feira (28) no bairro da Boca da Mata, dará a oportunidade para a dona de casa Diná Souza, 69 anos, cuidar pela primeira vez da sua saúde bucal.

A construção da USF sempre foi um pedido da população, não à toa, essa foi a obra mais votada na ouvidoria popular Salvador Bairro a Bairro na edição de 2017, quando, à época, 72 mil pessoas votaram por meio de vários canais de ouvidoria da prefeitura nas obras de maior interesse a serem construídas em suas respectivas localidades.

A USF da Curralinho recém-inaugurada é a obra de número 2 mil  realizada pela prefeitura desde da primeira edição do projeto que aconteceu em 2015. Naquele ano, 10 mil pessoas sugeriram melhorias em toda cidade.

O investimento total para a construção da unidade da saúde, erguida em um terreno da prefeitura, foi de R$1,5 milhão. Por dia, é previsto, de acordo com Luiz Galvão titular da Secretaria de Saúde do município (SMS), o atendimento de 640 pessoas.

Os serviços oferecidos serão odontológicos, laboratoriais, para pacientes com diabetes, tuberculose e hanseníase, além da marcação de consultas.

Ainda de acordo com ele, duas unidades da Saúde da Família já estão com 50% das obras concluídas e serão entregues até o final do ano em outros bairros da cidade.

Ouvindo o bairro 
Para a diretora geral das Prefeituras-bairros, Ana Paula Matos, o programa de ouvidoria popular dá a chance de estreitar laços entre a comunidade e a gestão pública.

“O Salvador Bairro a Bairro permite a gestão pública identificar a real necessidade dos moradores. Além da ouvidoria, todas as vezes que o prefeito faz alguma visita ao um bairro e alguém lhe faz uma solicitação, a demanda é repassada e, quando possível, é autorizada a ordem de execução”, explica a diretora-geral.

No total, foram investidos, segundo Ana Paula Matos, R$700 milhões para a construção das 2 mil obras. Das primeiras obras mais votadas da última edição, cerca de 164 solicitações, 90% delas já foram entregues.

A padiceira Cristiane Lima, 40, não participou da ouvidoria, mas guardava com ela o desejo do atendimento médico no bairro avançar. “Tínhamos que ir para outros bairros, como o Marback, quando queríamos ser atendidos. Espero que funcione mesmo”, diz Cristiane.

O prefeito ACM Neto aproveitou a inauguração da unidade no Curralinho para anunciar o início da construção imediata das obras que ficaram em segundo lugar na ouvidoria popular da última edição.

“Estamos comemorando a construção de 2 mil obras realizadas em dois anos e meio escolhidas pela população. Quando fizemos a consulta as obras ficaram hierarquizadas a partir da votação, aquelas que ficaram em primeiro lugar  foram foram autorizadas  ao longo de 2016. Agora, estou autorizando a execução das segundas colocadas”, explica o prefeito.

A USF do Curralinho será a obra de número 2 mil pedida pela população da capital baiana e executada através do programa Salvador Bairro a Bairro. O programa atua como o braço operacional para execução de demandas solicitadas por meio de canais de consulta, como o programa Ouvindo Nosso Bairro, pedidos captados durante a realização de ações do Gabinete da Prefeitura em Ação (GPA), além de solicitações feitas diretamente ao prefeito durante eventos oficiais por toda cidade.

O programa Ouvindo Nosso Bairro, por exemplo, principal coletor das solicitações, registrou, durante os anos de 2015 e 2017, as principais demandas dos cidadãos para realização de obras de infraestrutura nas diversas comunidades de Salvador. Em 2017, reuniu 72 mil consultas, sendo que 90% de obras já foram concluídas. Entre as principais demandas da população estão intervenções de contenção de encostas e colocação de geomantas em áreas de risco, além de praças, calçamento, escadarias, creches e unidades de saúde.

Dentre as 2 mil obras executadas pelo programa Salvador Bairro a Bairro, destacam-se 575 áreas onde se aplicaram melhorias na iluminação, 240 abrigos de ônibus, 202 limpezas de canal, 173 recapeamentos asfálticos, 162 praças e finais de linhas, 129 escadarias, 119 campos de futebol, 72 quadras esportivas, 62 escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), 61 unidades de saúde, 58 academias de saúde, 57 novas ruas e pontilhões, 51 geomantas, 20 encostas, nove módulos-conforto para rodoviários, cinco mercados municipais, quatro Unidades de Pronto-Atendimentos (UPAs) e um Cachorródromo.

Somente entre os anos de 2017 e 2018, foram investidos R$ 275,8 milhões em obras do Salvador Bairro a Bairro. Se divididas entre as Prefeituras-Bairro, as obras do programa somaram 277 intervenções em Itapuã, 264 no Subúrbio/Ilhas, 257 na Liberdade/São Caetano, 259 em Cabula/Tancredo Neves, 237 na Barra/Pituba, 212 no Centro/Brotas, 169 em Cajazeiras, 148 em Pau da Lima, 126 na Cidade Baixa e 51 obras executadas em Valéria.

Compartilhar