Participar de um reality show já passou algumas vezes pela minha cabeça. Nunca foi um sonho, mas desde os meus sete anos —quando o Big Brother Brasil estreou, em 2002— eu me imaginava dentro do programa. E, para minha surpresa, na semana passada, surgiu a oportunidade de passar um dia na casa da 20ª edição do BBB. Minha reação não poderia ter sido outra: fiquei animada e ansiosa.

Eu, Mari Monts, com 24 anos, finalmente entraria na casa do BBB —mesmo que por algumas horas. A Globo convidou 12 influenciadores digitais e alguns jornalistas para participarem do que chamaram de BBBXperience, que aconteceu na sexta-feira (17). A ideia era conhecer, em primeira mão, o espaço onde os participantes ficarão confinados a partir de amanhã. A grande novidade deste ano, que também vai rolar no programa, é o uso dos celulares na casa —embora de modo restrito.

Não tinha nem roupa para esse tipo de evento, mas saí toda empolgada de São Paulo para o Rio de Janeiro, me sentido uma futura sister. Ao chegar aos Estúdios Globo, o antigo Projac, que fica localizado em Jacarepaguá, houve uma recepção sem miséria, com champagne e até caviar para todos os participantes da experiência.

Esse foi o momento de conhecer os outros brothers por um dia e já criar as panelinhas. A aposta deste ano da Globo para o evento de divulgação foi dar mais espaço para influenciadores do que jornalistas. Por isso, nomes bem famosos das redes sociais, como Thaynara OG, Blogueirinha, John Drops, Lorena Improta, Gina Indelicada e Jade Seba estavam por lá.

É fato que a experiência já começa antes de entrar na casa. Passear pelos Estúdios Globo faz parte também da diversão. Os stories de Instagram e as fotos começaram a pipocar logo que embarcamos naquele carrinho de golfe tão famoso, que leva para lá e para cá as celebridades dentro do Projac. Não demorou muito para o Rômulo Estrela passar por nós, a Grazi Massafera também. Espaço de global, né?

Só uma espiadinha

Entrei gritando na casa do BBB - Victor Pollack/Divulgação

Entrei gritando na casa do BBB

Imagem: Victor Pollack/Divulgação

Depois que todo o mundo recebeu os microfones —sim, os mesmos que os participantes reais vão usar nesta edição—, finalmente fomos levados até a casa. Ela fica um pouco afastada dos estúdios das novelas e é cercada por muito mato. Nesse primeiro momento dentro do BBB, não podíamos usar o celular, todos os aparelhos foram recolhidos. Eu atravessei a porta gritando, os outros participantes também, e com os olhos arregalados: “EU TÔ NO BBB!”. Parecia que a estadia era real e que ficaríamos lá os três meses —ou até o paredão.

A minha primeira impressão foi de que a casa é maior do que parece na televisão. O jardim é extenso, a piscina (a tão famosa piscina) e o ofurô são convidativos, mesmo com o tempo nublado. Reparei logo de cara em algumas mudanças na área externa: colocaram uma cozinha perto da piscina e criaram uma calçada da fama, que homenageia todos os vencedores do programa.

A casa tem algumas novidades, como a cozinha do lado de fora - Divulgação

A casa tem algumas novidades, como a cozinha do lado de fora

Imagem: Divulgação

E vamos de barraco

Assim que a produção nos devolveu os celulares, começou a chuva de stories, lives e fotos. Afinal, a graça dessa experiência era poder mostrar em primeira mão alguns detalhes da casa. Foi aí também que a zoeira ficou mais forte, os influenciadores incorporaram ainda mais seus personagens e rolou até uma encenação de treta (que parecia bem real). Afinal, o que é um Big Brother sem troca de farpas e gritaria?

Blogueirinha acusou John Drops de fazer panelinha, e o “barraco” se instalou. Ela chamou o John de falso e fofoqueiro. Ele retrucou dizendo que ninguém gostava dela e que “O Brasil tá vendo”. De repente, todo o mundo estava envolvido e defendendo algum dos lados. Fui para o grupo do John, porque a Blogueirinha estava alterada demais. Acabou sobrando até para mim, ela não gostou do meu posicionamento e me chamou de feia.

Se não tem prova, não é BBB

Até aquele momento, nosso acesso era apenas na área externa. Eu e todos os participantes estávamos esperando o desafio surpresa, que já havia sido anunciado quando a Globo nos fez o convite. Durante a gritaria e o êxtase do pessoal, Tiago Leifert apareceu. Quer dizer, não em carne e osso, mas sua voz. Escutá-lo foi a comprovação real de que eu estava dentro do BBB.

O apresentador, então, lançou nosso desafio. Funcionou assim: um jogo de verdadeiro ou falso sobre a nova edição do programa. Se ganhássemos, teríamos acesso ao lado de dentro da casa. Se perdêssemos, ficaríamos só na área externa.

Durante a dinâmica, todos iniciaram lives, e a intenção era que os seguidores ajudassem com as respostas. Leifert fez cinco perguntas, acertamos quatro. A única que erramos foi sobre a divulgação dos novos participantes da casa. A questão dizia que o anúncio seria feito ao vivo. Respondemos que sim, mas, na verdade, foi feito ao longo da programação da Globo no sábado (18). Mesmo assim, ganhamos!

Será que sujei a cama do BBB?

Casa liberada, mas não toda. Antes de entrarmos, novamente os celulares foram recolhidos. A área interna não poderia ser mostrada ainda nas redes sociais. Isso ficou com a Globo. Conhecemos cinco cômodos, a começar pela sala, que recebeu a decoração de Selva. Depois a cozinha —realmente gelada— que ficou como Sibéria. Os dois quartos que pudemos entrar foram a Vila BBB e o Céu. O confessionário também, que ganhou uma espécie de brechó, com itens de edições icônicas.

O primeiro quarto em que eu entrei foi a Vila, deitei na cama de casal com meu tênis, desfiz o edredom e tudo mais. Será que deixei rastros de sujeira por lá? Espero que não. Depois fui para o quarto Céu e, se eu pudesse escolher, ficaria lá. Fiquei encantada com as nuvens, parecia cenário de filme. Neste momento, Leifert conversou com a gente e contou que toda a decoração havia sido inspirada em outras edições de sucesso do programa.

Paredão surpresa!

O tour dentro da casa não durou muito, mas, antes de a festa ser liberada no jardim, nos reunimos na sala como todo começo de Big Brother para nos apresentar, como se já não nos conhecêssemos.

Enquanto cada um falava nome, cidade e profissão, Leifert aparece em voz e anuncia um paredão surpresa. De brincadeira, claro. John Drops contra Blogueirinha! Depois de toda a treta na área externa, a produção colocou os dois na berlinda. Cada um fez seu discurso de por que deveria ficar na casa. Blogueirinha, nada modesta, disse que ela era linda e autêntica, por isso merecia ganhar o prêmio. Além de acusar novamente John Drops de falsidade. John disse que precisava do dinheiro para pagar as parcelas de uma viagem.

Para a minha decepção, John foi eliminado. E Blogueirinha saiu soberana. O Brasil claramente não sabe votar.

Calma que tudo não passou de encenação!

Tiago Leifert, apresentador do BBB 20 - Reprodução/TVGlobo

Tiago Leifert, apresentador do BBB 20

Imagem: Reprodução/TVGlobo

Bronca de Leifert para fechar com chave de ouro

A festa ficou pronta e fomos para a área externa. A produção devolveu nossos celulares, e as redes sociais voltaram a bombar. Com direito a champanhe, comidinhas e até um bolo, sentimos o luxo que é estar dentro do BBB. E, para deixar a festa com um ar nostálgico, as ex-sisters Fernanda Keulla, Vivian Amorim e Ana Clara apareceram para brindar com a gente.

O clima de despedida apareceu quando a música do Paulo Ricardo começou a tocar. É o hino do reality! Então, nos reunimos para uma foto oficial e cantamos em coro: “Uh, é BBB! Uh, é BBB!”. E, como previsto, Leifert veio com a triste notícia de que teríamos que deixar a casa. Mas teve gente que não se conformou e queria mais.

Mesmo com o tempo nublado e garoando, Thaynara OG, John Drops, Justin Neto, Maíra Medeiros, Lorena Improta, Laura Brito e a Blogueirinha aproveitaram os últimos segundos para pular na piscina. E não saíram tão fácil. Leifert repetiu algumas vezes que a experiência havia acabado e que precisávamos ir embora. Os influenciadores, então, migraram da piscina para o ofurô.

Na verdade, ninguém atendeu ao pedido do apresentador e começamos a gritar: “Eu não vou embora. Eu não vou embora!”. A bronca veio instantaneamente: “Eu preciso entregar a casa agora!”.

Como tudo que é bom dura pouco, saímos do BBB praticamente expulsos por Leifert. Ficamos ao total três horas, mas já deu para sentir o gostinho do que são os três meses confinados. Que experiência!

Compartilhar