Quem está procurando por uma vaga de trabalho precisa ficar atento às oportunidades que surgem com o início do ano. Segundo o diretor de relações institucionais da Associação Brasileira de Recursos Humanos na Bahia (ABRH-BA), Victoriano Garrido, o setor de turismo vai concentrar a maioria das vagas de trabalho na Bahia em 2019.

“É natural que a economia tenha uma melhora sempre que se inicia um novo governo. Independente do partido, os mercados ficam mais esperançosos. Na Bahia, o turismo sempre lidera com o número de vagas de emprego e isso envolve tudo: o setor de hotelaria, agências de viagens e o pessoal que atua diretamente com essa atividade”, disse.

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih) espera empregar cerca de 2 mil pessoas em atividade temporária nos mais de 400 hotéis de Salvador durante a alta temporada, ou seja, até março de 2019.

O setor de comércio e serviços é apontado como o segundo em novas oportunidades de empregabilidade no estado. A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia (FCDL) estima 3,5 mil novos postos no último trimestre. Já o Sindicato dos Lojistas da Bahia (Sindiloja) está menos otimista e acreditar que poucas vagas serão geradas nessa área no final de 2018, por conta da economia.

A ABRH disse que depois do turismo e do comércio, a indústria e o setor de petróleo devem oferecer mais postos de trabalho. A quinta posição ficará com as atividades ligadas à internet e novas tecnologias.

Nesta segunda-feira (12), representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE) e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA) se reuniram para discutir a criação de uma agenda positiva para esse setor.

Segundo o superintendente de Desenvolvimento Produtivo da SDE, Jean Freitas, o objetivo é identificar novas oportunidades de negócios.

“Vamos definir um plano de ocupação empresarial, identificando os seguimentos com maior dinamismo. A agenda tem cinco eixos que serão trabalhados durante todo o ano de 2019. O primeiro deles é referente ao Centro Antigo. Depois de todas as melhorias que foram feitas na região queremos resgatar o comércio de rua, reativar essa economia”, disse.

Através dessa parceria também serão realizados ciclos de eventos e palestras com o intuito de apresentar para os empresários baianos as novidades dos seguimentos varejistas no mundo. O trabalho será desenvolvido com 18 municípios considerados estratégicos para o desenvolvimento da economia, e vai traçar um perfil dos consumidores.

O SAC Empresarial vai colaborar fazendo a orientação dos pequenos negociantes.

A orientação dos especialistas é para que os candidatos aproveitem o tempo livre para se qualificar.

Compartilhar