Um caso inusitado e perigoso aconteceu na Rússia, quando um avião em aproximação para pouso fez uma manobra para evitar uma colisão, mas acabou entrando na rota de uma outra aeronave. Não bastasse isso, minutos mais tarde o TCAS Resolution evitou mais um problema de perda de separação que poderia ter terminado mal.

Segundo informações do The Aviation Herald, o caso aconteceu no último dia 30 de julho, quando um turboélice Dash 8-300 da Yakutia Airlines de matrícula VQ-BVI, voava visual e estava próximo de ingressar no eixo da pista em Iakutsk, voando a 700 metros de altitude, quando recebeu um aviso do seu TCAS (Sistema Anticolisão de Tráfego) informando sobre um avião que estava em rota de colisão.

Este outro avião era um Antonov An-24 de matrícula RA-47353, da empresa Polar Airlines, que também estava se aproximando para pousar em Iakutsk, na mesma pista. Tanto este An-24 quanto o Dash 8 fizeram manobras evasivas, para lados opostos, a fim de evitar a colisão.

No entanto, com o desvio, o Dash 8 foi colocado na direção de outro Antonov An-24, desta vez da companhia aérea IrAero e matriculado RA-48096, que decolava do mesmo aeroporto e estava cruzando a uma altitude de 500 metros no momento. Novamente, o TCAS acusou e o Dash fez uma manobra evasiva, salvando as aeronaves de uma colisão.

Já não bastasse toda esta confusão, onze minutos depois do ocorrido o An-24 de matrícula RA-48096 (o que estava subindo após a decolagem) recebeu um segundo alerta do TCAS, avisando sobre uma aeronave próxima, no caso um outro Dash 8-300 de matrícula VP-BNS, também da Yakutia Airlines.

Neste último e terceiro evento, também ambas aeronaves fizeram manobras evasivas. Todos os aviões envolvidos concluíram seus voos sem outros problemas.

Todas as três ocorrências acionaram o aviso RA (Resolution Advisory) do TCAS, que não apenas informa o tráfego, mas fala sobre qual manobra evasiva fazer para evitar a colisão, ao mesmo tempo, o TCAS de um avião “conversa” com o outro, para não informarem a manobra para o mesmo lado e causar um acidente.

Ainda segundo o The Aviation Herald, a ocorrência está nas manchetes da Rússia com base na declaração do governo de Sakha como uma quase colisão sobre Yakutsk.

A autoridade de aviação local, Rosaviatsia, iniciou uma investigação e divulgou alguns detalhes sobre a ocorrência, identificando as aeronaves envolvidas no grave incidente.

Compartilhar