Por Henrique Brinco

O vice-prefeito e pré-candidato a prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), respondeu a um comentário feito pelo secretário de Saúde e também pré-candidato, Leo Prates (PDT). O pedetista chamou o braço direito do prefeito ACM Neto para um debate e disse que irá ganhar dele nas eleições.

“Topo um debate e acho que seria um debate de alto nível sobre as problemáticas da cidade. Digo, com muita tranquilidade, o porquê vou ganhar dele nas eleições. ACM Neto está apoiando Bruno, mas não posso — e não está no meu coração a ingratidão — desconsiderar que cheguei até aqui por causa do prefeito. Ele abriu as portas pra mim. ACM Neto pede e indica sua preferência , mas quem decide é o povo de Salvador”, comentou Prates.

Bruno Reis minimizou: “É tão cedo para falar em debate. Debate é só a partir das convenções, que é em agosto. Aí inicia esse processo. Tenho tranquilidade para realizar o debate com qualquer pessoa”, declarou Bruno.

A expectativa inicial é que Prates retire a pré-candidatura e decida apoiar Bruno no período das convenções. Nos bastidores, no entanto, já há uma avaliação de que o gestor está “avançando o sinal” e tomando decisões que não estavam previamente combinadas com os carlistas.

Questionado pela Tribuna, ACM Neto também minimizou as declarações de Prates. “Tudo isso é dentro de um ambiente saudável. Leo coloca o nome dele como potencial pré-candidato também. No entanto, eu tenho a absoluta convicção que todos vão marchar juntos”, ressaltou. O prefeito observou que Léo Prates e Bruno Reis já foram assessores dele no passado e seriam “formados na mesma escola”.

“Não houve cobrança nenhuma” – Reis também negou que esteja sendo pressionado a ceder a vice da chapa para o Republicanos. “Não houve cobrança nenhuma. Houve um grande evento, inclusive que nós participamos da organização, com todos os pré-candidatos a vereador. E lá o Republicanos mais uma vez manifestou algo que é público e notório, que é o desejo de indicar a vice”, explicou.

Neto também reagiu com naturalidade. “É natural, saudável, positivo que haja essa expectativa por parte do Republicanos, que é um dos maiores partidos que integram a nossa base de apoio”, disse o prefeito. “A partir de 4 de abril a gente tem até o período das convenções para resolver a composição da vice”, afirmou.

Compartilhar