O suspeito baleado em troca de tiros com policiais militares na Estrada de São Lázaro, na Federação, morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), para onde foi socorrido após o tiroteio.

Ele, que não teve nome divulgado, fazia parte de um grupo armado que trocou tiros com a PM na terça-feira (27). Uma parte dos suspeitos chegou a invadir a Universidade Federal da Bahia (Ufba) para se esconder em um matagal.

Na ação, a PM diz que apreendeu dois tabletes de maconha, uma pistola e munições em uma mochila.

Tiroteio
O grupo de criminosos que invadiu um matagal na área da Ufba, em Salvador, na tarde dessa terça-feira (27), rendeu três funcionários da manutenção e roubaram as camisas da empresa, com a intenção de se passarem pelos servidores.

Armados com metralhadoras e fuzis, ao menos cinco homens fugiam da comunidade do Calabar em direção a São Lázaro e entraram na área da Ufba.

De acordo com o comandante da Rondesp Atlântico (Rondas Especiais), Valdino Sacramento, com a tentativa de fuga, após renderem os funcionários, os homens se depararam com o cerco policial. Um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) cercou a região, assim como viaturas da Rondesp, a BPS Calabar, a 41ª CIPM Federação, o Pelotão de Emprego Tático Operacional e agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais.

“A gente vem, desde ontem [anteontem], desenvolvendo na região intensificação e reforço do policiamento na região do Calabar, Cosme de Farias e Brotas. No início da tarde, populares informaram que vários indivíduos armados estavam andando pelas ruas do Calabar armados, desenvolvendo a atividade de tráfico de drogas. Ao averiguar, nos deparamos com cerca de 15 a 20 indivíduos, que passaram a disparar contra nossas guarnições. Desse grupo, seis a cinco fugiram pela saída Calabar/São Lázaro e chegaram ao campus de Ondina da Ufba”, explicou Sacramento.

Compartilhar