Um dos ramos mais afetados pela pandemia do coronavírus, o setor hoteleiro viu a taxa de ocupação de hotéis cair mais de 80% desde 15 de março, quando começou o movimento de fechamento da economia no País. “Foi uma queda de demanda brutal. Para o turismo, os resultados foram dramáticos”, disse Patrick Mendes, presidente da rede francesa de hotéis Accor. O executivo participou na quinta-feira, 14, da série de entrevistas ao vivo Economia na Quarentena, do jornal O Estado de S. Paulo.

Em meio à crise, o setor está tentando negociar a extensão da Medida Provisória 936, que permite suspensão de contrato de trabalho, além de redução de salário e jornada, por mais 120 dias. “Se não tivermos mais ajuda (do governo), muitas empresas não vão conseguir atravessar essa crise”, afirmou o executivo.

Compartilhar