Após três anos e meio anos longe da TV, o humorista Tom Cavalcante estreia hoje (15) a sitcom #PartiuShopping, no canal Multishow. Com o programa idealizado por Fausto Silva, Cavalcante leva para a TV paga o seu humor popular e ingênuo, sem apelar para palavrões e sexo. Na atração, ele é um “laranja” que herdou um shopping center, mas não sabe disso. “Gildo é um personagem que agrada a todos. Suas ações são infantis”, diz.

Os verdadeiros herdeiros do empreendimento, Berengária (Nany People) e Felinto (Alex Gruli), farão de tudo para conseguir que Gildo assine uma procuração passando o shopping para suas mãos. Gildo começou a trabalhar com Astrolábio, marido de Berengária e pai de Felinto, nas obras do Astro Shopping. Com os bons serviços que prestou, virou o segurança e homem de confiança antes de o milionário morrer.

tom-cavalcanti

A personagem da transexual Nany People é a mais ácida em cena. Berengária é amoral: suborna e passa por cima de todo mundo. Além disso, ela faz uma crítica às socialites decadentes e a quem usa remédio de tarja preta como se fosse item de necessidade básica. “Apesar de falida, a personagem não quer perder o poder de jeito nenhum. Além disso, ela ‘pega’ todo mundo. Tudo que é politicamente incorreto faz parte do seu perfil”, diz Nany People.

A disputa não é só pelo poder, Gildo sonha em se declarar para a mocinha Isabellen (Camilla Camargo), a mais pé no chão do elenco. Mas ele enfrenta os ciúmes e as queixas de Rissole (Danielle Winits), sua ex-mulher. Ela é faxineira do centro de compras e reclama o tempo inteiro de o segurança não lhe pagar pensão.

“De certa forma, Rissole acredita que vai se dar bem. Ela tem um jeito mais enxaqueca. Toda comédia tem o momento tragédia. Ela representa isso. Seu drama tem de fazer o público acreditar que a personagem é sofrida mesmo”, conta Danielle.

Nany People, Monique Alfradique, Leo Castro e Tom Cavalcante em cena de paquera

Monique Alfradique está em um bom momento na pele de Perla, uma ex-garota de programa que casou com Felinto. Ela é a “gostosona” da atração. Tem uma boa relação com a sogra, mas trai o marido porque ele sofre de impotência sexual. “A personagem cura essa carência se expondo nas redes sociais, comprando o tempo inteiro ou na relação extraconjugal com seu personal trainer”, adianta Monique.

Camilla Camargo, filha do sertanejo Zezé Di Camargo, é a mais nova da trupe no humor. Ela fez várias peças de teatro, mas está se experimentando como atriz cômica pela primeira vez em #PartiuShopping.

Sua personagem alimenta as esperanças de Gildo. “Ela mostra um lado mais intelectual, mas de vez em quando também fica louca”, comenta Camilla. Merlon (Leo Castro) completa o time. Ele é um personal trainer que faz a linha conquistador barato.

Errar faz parte

Durante três meses, os atores se dedicaram de segunda a quinta-feira ao projeto, com gravações de dois episódios por semana. A atração será exibida de segunda a sábado, às 22h30, e terá 30 episódios com 40 minutos de duração cada um. “Na gravação ao vivo, não paramos. Quando temos algum erro, a gente assume. O mais importante é o telespectador receber o programa com o mesmo calor que a plateia presenciou no estúdio”, diz o diretor Otávio Martins.

As gravações de #PartiuShopping ocorreram em São Paulo, no estúdio Quanta, na zona oeste. O canal não revela os valores de investimento feito ao programa nem confirma uma segunda temporada. Porém, Tom Cavalcante afirma que nunca viu um investimento tão grande na TV paga, principalmente no cenário da atração. “Está nos mesmos moldes de estúdios americanos. Uma TV fazer um investimento grandioso, como este, é lindo”, confidencia o humorista, que passou dois anos estudando cinema nos EUA.

O cenário traz duas escadas rolantes, ligando os andares do shopping em um palco de 20 metros de extensão e 15 metros de profundidade. Cerca de 35 figurantes participam de cada episódio. “Prefiro chamar de elenco auxiliar, pois eles dão ao telespectador a ideia de que o ambiente é mesmo um shopping. Elas andam e se comunicam como se estivessem passeando em um centro de compras”, declara o diretor.

Ideia do Faustão

A ideia de fazer um humorístico em um shopping surgiu em um bate-papo de Tom Cavalcante com o apresentador Fausto Silva, quando ele ainda trabalhava na Globo. O programa se chamaria Shopping da Alegria. A ideia ficou adormecida durante anos. Tom teve uma passagem longa na Record, de sete anos. Saiu no final de 2011.

“É um projeto inédito no país, fala sobre um shopping center e suas nuances. Cabe tudo. Nos nossos roteiros, falamos até da roubalheira na política e de outros assuntos cotidianos”, comenta Cavalcante.

Ele afirma que não está com frio na barriga. Diz que sua principal preocupação era antes de começar o trabalho porque estava iniciando um voo cego. Estava fazendo algo novo. “Tive uma grande expectativa em conjuntar os atores, de como entender e como passar a minha mensagem para o Multishow. Todo mundo tem muitas ideias, mas vender o produto e fazer as pessoas acreditarem é outra história. Eu precisava provar que essa ideia funcionava”, lembra o humorista.

Alex Gruli, Camilla Camargo, Nany People, Cavalcante, Danielle Winits, Monique e Leo Castro

Isso aconteceu há um ano. Em setembro de 2014, o humorista foi contratado pelo canal para fazer dois programas. O segundo formato está sendo discutido. “O Multishow apostou na minha visão de humor, no meu estilo, que é para o povo. Quem é muito rico tem DVD em casa, vai ao cinema. Trabalho para o povão mesmo”, finaliza Tom.

Entre personagens de sucesso que Tom Cavalcante fez no passado, somente João Canabrava está previsto de aparecer no #PartiuShopping. O apresentador Carlos Massa, o Ratinho, do SBT, gravou uma participação especial no programa, assim como Dedé Santana, Ceará (Wellington Muniz) e os cantores MC Ludmilla e MC Gui.

Compartilhar