De todas as capitais de estados nordestinos, Salvador foi a que registou o maior índice de geração de empregos carteira assinada nos últimos 12 meses. O levantamento é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgado nesta quinta-feira (26).

Entre agosto do ano passado até o mesmo mês deste ano, foram criadas 6.436 vagas. O número, além de colocar Salvador como a maior geradora de emprego da região, faz com que a capital baiana ocupe a 6ª posição na criação de postos formais entre as capitais de todo o Brasil.

O levantamento aponta que os setores que mais contribuíram para esse resultado foram o da construção civil, que criou 4.199 vagas, o de serviços, com 2.122, e o de comércio, com 655 postos com carteira assinada.

Só em agosto deste ano, Salvador registrou 837 novos empregos formais. “Nossa cidade já vem sentindo o reflexo das ações do Salvador 360 em prol do desenvolvimento social e econômico. E esse destaque na geração de emprego é o sinal que estamos no caminho certo”, avalia o secretário de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara.

Compartilhar