O governador Rui Costa reenviou à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), nesta terça-feira, 10, um projeto de lei que regulamenta a concessão de abono para policiais militares e servidores públicos civis estaduais que optarem por permanecer em atividade, mesmo cumprindo os requisitos para transferência à reserva remunerada e para aposentadoria, respectivamente.

Segundo o texto publicado no Diário Oficial do Legislativo, com a nova redação, o valor do benefício passar a ser igual ao da contribuição previdenciária. O projeto anterior, retirado de tramitação pelo governador no último dia 4 de março, estabelecia que o abono seria equivalente a 60% da contribuição.

Este texto foi removido por Rui a pedido do líder do governo, deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), porque estava sobrestando a pauta, impedindo a votação de outra proposta, a que permitia ao governo estadual tomar empréstimo de R$ 250 milhões junto ao Banco do Brasil.

Compartilhar