Em entrevista por telefone ao jornal Estadão, na terça-feira (17), o governador Rui Costa fez um apelo ao presidente Jair Bolsonaro em razão do avanço da COVID-19 no Brasil. “Com o esvaziamento das cidades, com a quarentena das pessoas, os primeiros impactados são as pessoas mais pobres, que não têm carteira assinada. O presidente devia estar preocupado com isso. Vamos deixar essa disputa política de lado, é meu apelo ao presidente”, afirmou o governador.

Um vídeo com trechos da entrevista foi postado nas redes sociais do governador na manhã desta quarta. O gestor baiano pediu que Bolsonaro mostre algum afeto com o povo brasileiro e estruture um programa de apoio, de renda mínima para as pessoas mais pobres neste momento que o país atravessa. “Peço como cidadão brasileiro ao presidente que pelo menos tenha um período de seriedade, de serenidade, e de juízo para que pense no povo brasileiro”, afirmou Rui.

Compartilhar