O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), intimou o governador Rui Costa (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa, Angelo Coronel (PSD), a prestarem depoimento sobre a ação direta de inconstitucionalidade contra a lei estadual que reconhece a vaquejada como esporte.

Barroso estabeleceu 6 de julho como prazo final para que ambos sejam ouvidos no âmbito do processo movido pela Procuradoria-Geral da República (PGR), para quem a Lei 13.454/2015 ofende o Artigo 255 da Constituição. O dispositivo impõe ao poder público o dever de coibir práticas que submetam animais a crueldade.

Compartilhar