O governador Rui Costa disse na manhã desta segunda-feira (14) que pretende retomar as aulas presenciais na rede pública de ensino quando a taxa de ocupação dos leitos de UTI ficar abaixo de 80% na Bahia. A afirmação foi feita durante a entrega de uma encosta construída no bairro de Praia Grande, em Salvador.

Ele garantiu que aguarda também a queda no número de contaminados pela Covid-19 – que, segundo o último boletim divulgado pela Sesa registrou 13 mil casos ativos da doença.

Rui disse também que, mesmo com o número de pessoas contaminadas e a média ter sido mantida em alta nas últimas semanas, não é possível esperar mais tempo para que os alunos voltem à sala de aula

“O que eu não quero nesse momento é [voltar às aulas] com 85% da taxa de ocupação. Assim que baixar a taxa de ocupação de leitos, vamos voltar. Não dá mais para esperar. Estou esperando número de contaminados e ocupação de UTI, e voltamos às aulas na rede pública no estado”, disse o governador.

A Secretaria da Saúde (Sesab) segue monitorando a média de contaminados pela Covid-19 na Bahia. E segundo o chefe do Executivo, a ideia é que o estado consiga reduzir a média para 10 mil casos ativos (além da redução dos leitos de UTI) e manter os números em baixa para que o retorno às aulas seja anunciado.

“Se conseguirmos voltar a 8 ou 10 mil casos, e um patamar abaixo de 80% [de ocupação dos leitos]. Se a gente conseguir uma semana inteira abaixo de 80%. Esses números tem q trabalhar juntos. Os dois números têm que cair juntos. Se caírem, nas próximas semanas anunciaremos a retomada das aulas”, afirmou.

Colégio Central com portões fechados em Salvador — Foto: Natally Accioli/G1

Colégio Central com portões fechados em Salvador — Foto: Natally Accioli

Cidades com 100% de imunizados

Questionado sobre a previsão de novos vacinados na Bahia, Rui comentou que não anunciaria números para não criar falsa expectativa na população. E disse que, caso a Anvisa autorize, será possível ter mais de 75% da população imunizada até agosto.

“Liberaram só 300 mil doses. Mas isso é um pingo em 10 milhões que compramos. Eu não farei anúncio porque não sei a data que vou receber as vacinas. Não vou criar falsa expectativa na população”, disse.

No entanto, ele comentou que definirá nesta segunda-feira quais serão as “quatro ou cinco cidades” escolhidas para vacinar toda a população acima dos 18 anos. O governo do estado visa, com isso, observar qual a evolução (ou involução) da doença e gerar um efeito estatístico de toda uma determinada população imunizada contra a Covid-19.

“Vamos escolher quatro ou cinco cidades para imunizar 100% da população acima dos 18 anos. Com isso vamos ter números robustos quando alcançarmos esse percentual, qual é a consequência. Em vez de pulverizar, vamos concentrar para ter um efeito estatístico, um efeito demonstração, com a população toda vacinada. E termos um espelho pós vacinação em todo o estado”, afirmou o governador.

Obra de encosta inaugurada

Obra de encosta foi entregue nesta segunda-feira (14) no bairro de Praia Grande — Foto: Divulgação/Secom

Obra de encosta foi entregue nesta segunda-feira (14) no bairro de Praia Grande — Foto: Divulgação/Secom

Rui esteve no bairro de Praia Grande para entregar uma obra de encosta na região. O local tem o solo predominantemente de Massapê, o que é perigoso para a construção. O governador destacou o trabalho de engenharia realizada para os trabalhos e disse que foram investidos R$ 3,5 milhões para a obra.

Ele pediu que a própria população fiscalize a manutenção das obras no morro e os moradores não façam novas construções para que o solo não seja danificado. E, com isso, permita que água penetre no solo e prejudique a contenção da encosta.

O governador afirmou ainda que visitaria duas escolas na região nesta segunda-feira – o Colégio Estadual de Praia Grande e o Colégio Estadual Nelson Mandela – para vistoriar os terrenos, que estão passando por intervenção para melhorias.

Compartilhar