A atriz Royana Black, que trabalhou em várias peças na Broadway e em séries americanas, morreu aos 47 anos em Los Angeles, após uma batalha contra a leucemia.

De acordo com a revista “People”, a artista faleceu no último dia 14 de julho, mas a informação só foi tornada pública durante a tarde de hoje.

Black tinha leucemia mieloide aguda e sua morte foi “repentina”, de acordo com o obituário publicado pela família em uma página na plataforma de crowdfunding GoFundMe.

Nascida em Poughkeepsie, no estado de Nova York, Royana Black começou sua carreira na Broadway com apenas 10 anos de idade, quando interpretou Laurie em “Brighton Beach Memoirs”, peça escrita pelo célebre Neil Simon. Ela atuou também no papel principal da série “Raising Miranda”, em 1988, e participou de séries como “The Cosby Show”, “O Toque de Um Anjo” e “Touching Evil”, entre outros.

O texto na página do GoFundMe diz que Black tinha “um sorriso e uma risada contagiosa, que poderiam iluminar até os dias mais sombrios”.

“Ela era uma pessoa bonita por dentro e por fora Ela era realmente um anjo na terra”, prosseguiu o comunicado. “A incrível energia e espírito de Royana farão parte de nossas vidas para sempre, e seus amigos e familiares querem lembrá-la e (também) ajudar seu marido, JP, nos momentos mais difíceis”, finalizou o texto.

A campanha de arrecadação em nome de Black já havia atingido mais que o dobro da meta inicial, de 25 mil dólares (cerca de 128 mil reais em cotação atual).

Black também dirigia sua própria companhia de teatro em Los Angeles, onde conduziu peças e atuou. Ela deixa seu marido, John Paul Hubbell, com quem foi casada por 11 anos, além de sua mãe e irmão.

Compartilhar