O filósofo e escritor lutava contra o câncer há seis meses.

Sua família disse em um comunicado: “É com muita tristeza que anunciamos a morte de Sir Roger Scruton, FBA, FRSL. Amado marido de Sophie, pai adorado de Sam e Lucy e irmão estimado de Elizabeth e Andrea, ele morreu pacificamente em Domingo, 12 de janeiro.

“Ele nasceu em 27 de fevereiro de 1944 e lutava contra o câncer nos últimos seis meses. Sua família está muito orgulhosa dele e de todas as suas conquistas”.

O autor se envolveu em um debate político e cultural e aconselhou os Conservadores. No entanto, ele perdeu temporariamente seu papel não remunerado como ministro da Habitação do governo em abril do ano passado, depois de descrever os chineses como “criando robôs do próprio povo” e referindo-se a um “império Soros” na Hungria – uma referência ao bilionário judeu George Soros. Ele escreveu os comentários em uma carta publicada pelo New Statesman.

Sir Scruton também lecionou na Birkbeck College, em Londres, de 1971 a 1992. Ele ocupou cargos acadêmicos em outras universidades, tanto no Reino Unido quanto nos EUA.

Nascido na área rural de Buslingthorpe, Lincolnshire, Sir Scruton foi criado pelo professor Jack Scruton, que havia ganho uma bolsa de estudos para estudar na Manchester High School, uma instituição de gramática. Mais tarde, a família viveu em High Wycombe, Buckinghamshire e, como seu pai, Sir Scruton frequentou uma escola de gramática. Ele então se formou na Universidade de Cambridge em 1965. No entanto, seu pai parou de conversar com ele depois que ele disse à família que havia conseguido um lugar na universidade.

Compartilhar