O ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, anunciou nesta quinta-feira (15) que a capital britânica passará para a fase de “Alto Risco” por conta da pandemia de Covid-19. O governo vai ampliar as restrições na região a partir da meia noite de sábado (17).

“Entramos em acordo de que Londres precisa entrar em fase ‘Alta’ de alerta para a Covid”, disse Hancock em uma sessão do Parlamento.

A maior cidade do país passará para a fase 2 de alerta, também identificada como de “Alto Risco”. Atualmente, Londres está na fase 1, ou de “Médio Risco”. A escala do governo britânico para a pandemia tem três fases e alertas.

Algumas pessoas são vistas usando máscaras na Oxford Street em Londres, na Inglaterra, na segunda-feira (21) — Foto: Kirsty Wigglesworth/AP

Algumas pessoas são vistas usando máscaras na Oxford Street em Londres, na Inglaterra, na segunda-feira (21) — Foto: Kirsty Wigglesworth/AP

Hancock alertou que antes da situação no país melhorar, “as coisas devem piorar”. O Reino Unido é o 5º país do mundo com mais casos confirmados de coronavírus, com mais de 43 mil infecções registradas.

Além da capital inglesa, as cidades de Essex, York e Derbyshire também entram na fase 2 de alerta.

Nova onda na Europa

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou na terça-feira (13) que mais de 700 mil novos casos foram notificados na última semana na Europa. É uma alta de 34% em relação à semana anterior. Com o aumento, países europeus aumentaram as medidas preventivas para evitar uma nova crise.

A França vai impor toque de recolher nas maiores cidades do país. O anúncio foi feito pelo presidente Emmanuel Macron nesta quarta-feira (14) enquanto que Portugal entra em situação de calamidade a partir da meia-noite desta quinta-feira (15)

Compartilhar