O presidente do PT em Salvador, Ademário Costa, aposta no protagonismo do partido nas eleições de outubro deste ano na corrida pela prefeitura de Salvador.

Com quatro pré-candidatos ao Executivo, Fabya Reis, Vilma Reis, Juca Ferreira e Robinson Almeida, o PT só deve definir quem será o candidato, ou candidata, após o dia 7 de fevereiro. Nesta data, ocorrerá uma reunião da executiva nacional para tratar das estratégias da legenda no pleito deste ano.

Em entrevista ao programa na Rádio A TARDE FM, na manhã desta segunda-feira, 27, Ademário Costa ressaltou que a disputa pelo Palácio Thomé de Souza será marcada pelo embate entre os campos de esquerda e direita.

“Durante um tempo, nos últimos meses, houve um movimento para tirar de Salvador a polarização ideológica que está existindo no Brasil. Essa política já foi derrotada. A ideia de que Salvador é um território livre do bolsonarismo, é impossível se constituir dessa forma. A disputa em Salvador vai ser entre o PT e o DEM. Se você observar a movimentação dos políticos, da liderança do atual governo municipal, do governador Rui Costa, dos partidos políticos, a sociedade já sentiu isso. Inevitavelmente, o PT vai polarizar e será a principal alternativa de oposição ao atual governo municipal”, frisou.

Compartilhar