O PSC formalizou na última sexta-feira (5) a nova executiva municipal de Camaçari durante encontro na sede estadual do partido, em Salvador. Agora, a sigla será presidida no município por Anderson Santos, que terá como primeira vice-presidente Bruna Lima Silva Cardoso e como secretário-geral José Hilton Lacerda Frazão.

Anderson já presidiu o PT de Camaçari e tem experiência administrativa, já tendo ocupado cargos no Executivo. A nova diretoria ainda terá Rosana Alvarez do Egito, como tesoureira-geral; Gessica de Cerqueira Alves, como primeira vogal; José Carlos Marques Silva, como segundo vogal; e Thais Priscila Magalhães Santana, como terceira vogal.

O presidente estadual do PSC, Heber Santana, destacou que a formalização da nova executiva vai permitir ao partido definir o caminho em Camaçari. “Temos conversas com o prefeito Elinaldo, mas esse primeiro passo é para formar a comissão, fazer uma conversa mais estreita para que, num espaço de tempo não muito longo, possamos tomar uma decisão dos rumos do PSC em Camaçari”, afirmou.

Anderson, por sua vez, afirmou que irá realizar reuniões a partir da próxima semana com filiados da legenda no município. “Estou muito feliz com esse momento. A partir da semana que vem vamos realizar reuniões. Vamos, a partir daí, decidir a posição do partido. Minha opinião pessoal é que o partido se alinhe com Elinaldo, mas vamos ouvir todo o partido para que possamos definir, o mais rápido possível, junto com a direção estadual, os rumos do PSC em Camaçari”, afirmou.

Em fevereiro, o partido encomendou uma pesquisa que apontou larga vantagem de Elinaldo, tanto na estimulada quanto na espontânea, sobre os demais possíveis adversários nas eleições deste ano.

“O PSC tem uma atenção especial para Camaçari. O processo da pandemia interferiu alguns planos, mas a chegada de Anderson nos dá fôlego para que possamos avançar. Anderson vai fazer o levantamento dos filiados, dialogar com todos e analisar as pessoas que têm interesse em participar do processo eleitoral para que o partido possa eleger vereadores”, revelou Heber.

Compartilhar