Trinta jovens de bairros periféricos de Salvador estão participando de uma formação gratuita em cinema através do ‘Programa de Formação Cidade Alta – Cidade Baixa: A Gente Faz Cinema’ e vão integrar de uma série de encontros com profissionais do Audiovisual. Em função da pandemia do novo coronavírus e das medidas de combate a Covid-19, os encontros serão realizados de forma virtual entre 29 de março e 1º de abril.

Na programação, os jovens irão discutir Assistência de Direção e Produção no Audiovisual com Lis Schwabacher e Gabriel Bico; Arte no Audiovisual com Daiane Oliveira e Flávia Botelho; Portas de Entrada para o Mercado Audiovisual: Produtoras Independentes com Solange Souza de Moraes Lima e Sylvia Abreu e Portas de Entrada para o Mercado Audiovisual: Emissoras de Televisão com Mira Silva e Silvana Moura.

“Durante as aulas online, conhecemos e nos aproximamos das nossas alunas e alunos, uma turma linda, cheia de sonhos, expectativas e criatividade! Dentro do panorama atual, no qual os riscos em relação ao COVID-19 aumentaram, foi realizada uma análise sobre os riscos da situação. Colocamos o raciocínio e a criatividade em ação e, sem colocar ninguém em risco, os jovens estão filmando seus próprios roteiros tendo uma assessoria remota dos professores”, declarou a professora de produção e responsável pela produção executiva do projeto, Karina Paz.

O projeto que está sendo executado pela produtora Tenda dos Milagres contemplou alunos do ensino médio de escola pública e tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal e tem o objetivo de uma experiência afirmativa que dá ferramentas para que jovens possam se expressar cinematograficamente e serem autores, roteiristas, protagonistas, editoras e editores de suas próprias histórias.

Compartilhar