A secretária de Saúde de Guanambi, Roberta Mota, anunciou no início da noite desta quarta-feira (24) que a cidade irá implementar o fechamento total das atividades – o famoso “lockdown”. A medida vai durar dez dias e começa a valer na próxima segunda-feira, 1º de março.

O anúncio foi feito diante do colapso da rede de leitos clínicos e de semi-intensivo do Pronto Atendimento (PA Covid) e Hospital Municipal, além da rede de UTI de Vitória da Conquista, unidade de referência para a região sudoeste da Bahia, onde fica Guanambi. Somente atividades consideradas de extrema necessidade poderão funcionar. As regras gerais serão anunciadas em decreto que será publicado em Diário Oficial até esta sexta-feira.

O comunicado foi realizado após reunião da secretária com todos os secretários municipais e o prefeito Nilo Coelho. O anúncio foi feito com antecedência para que os setores econômicos e toda sociedade se preparem para a medida.

No Boletim desta quarta-feira (24), foram registrados 23 óbitos, 17 pacientes internados, 170 casos ativos, 156 aguardam resultado e 52 positivados na cidade. O Hospital Municipal e a UTI de Vitória da Conquista estão com 100% de ocupação, UTI´s de Salvador estão com 84% e o PA Covid de Guanambi com mais da metade de sua capacidade ocupada.

“Esta é uma medida dura, que nenhum governante quer tomar, sacrifica a todos, mas não quero me deparar com a condição de não ter leito para internar um guanambiense, não sou o primeiro a tomar esta medida e diante a gravidade que estamos vivendo, outras cidades também tomarão”, disse o prefeito durante reunião com secretários.

Compartilhar