A orla de Ondina passará por mais mudanças. A partir do final de dezembro deste ano, o trânsito no local ficará diferente, com os sentidos das vias invertidos, haverá alargamento das calçadas e implantação de uma ciclovia. O investimento será de R$ 8 milhões.

Trecho de Ondina passará por mudanças (Foto: Mauro Akin Nassor)

O anúncio da segunda etapa de requalificação da orla foi feito pelo prefeito ACM Neto, na manhã desta sexta-feira (29), dia em que Salvador completa 470 anos. Ele já assinou a ordem de serviço que autoriza o início imediato das obras. Veja como ficou a primeira etapa.

A intervenção irá mudar 1,2 quilômetro da avenida, em trecho que vai do monumento das Gordinhas até a Praça Orungan, na Rua José Sátiro de Oliveira.

Atualmente, a Avenida Oceânica, nesse trecho, conta com três faixas que conduzem o motorista com sentido ao bairro da Barra. Com a intervenção, no entanto, o sentido irá mudar. A partir do fim do ano, o motorista seguirá em mão única em direção ao bairro do Rio Vermelho.

Já a via marginal à avenida, que começa nas imediações da Pizza Hut e termina na rotatória na entrada do Jardim Apipema terá apenas sentido em direção à Barra.

Vai bloquer a via?
Através da sua assessoria de comunicação, a Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador) informou que se reunirá com a Superintendência de Obras Públicas do Salvador (Sucop) na próxima semana. Os órgãos discutirão se há necessidade de fazer alguma intervenção na via durante o processo de requalificação. A obra tem previsão de durar nove meses.

Segundo Fabrizzio Muller, superintendente da Transalvador, caso haja necessidade de bloqueio de via ou alteração de trânsito, o órgão anunciará com antecedência. Ele comentou ainda sobre as demais mudanças no local.

“Na via principal terá o alargamento do passeio, com a implantação de uma ciclovia. Isso deve dar segurança para quem estiver ali exercendo sua prática esportiva. Conforme as obras vão avançando, em caso de necessidade de alguma alteração no trânsito, isso vai ser informado com bastante antecedência. Na próxima semana teremos uma reunião com a empreiteira e outros órgãos da prefeitura para estabelecer a data exata desse início das obras”, disse o superintendente.

Ainda sobre as mudanças, o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, disse que outras áreas da cidade devem receber intervenções, como a Rua J, em Itapuã, além de trechos da orla da Praia do Flamengo, Stella Maris e Boca do Rio.

De acordo com o prefeito ACM Neto, o anúncio da obra faz parte de um calendário de intervenções na cidade em homenagem aos 470 anos de Salvador. Até abril, por exemplo, serão entregues 40 obras. O investimento é de R$ 838,2 milhões, em programas, ordens de serviço, licitações e eventos.

“A principal mensagem no dia de hoje é de agradecimento ao povo de Salvador. Nós já vivemos, ao longo da história da nossa capital, muito momentos de grandes alegrias e crescimentos. Temos, hoje, uma cidade que é respeitada no Brasil e no mundo”, comentou o prefeito.

Ondina já passou por mudanças
A primeira etapa da intervenção urbanística aconteceu entre as orlas dos bairros do Rio Vermelho e Ondina e foi entregue pela prefeitura no mês passado.

A intervenção contemplou a reforma de quatro praças, ao longo de 1km de extensão, com início à frente do restaurante Sukiyaki, no Rio Vermelho, e seguindo até a Avenida Adhemar de Barros, em Ondina.

No local, foram realizadas obras de macro e microdrenagens, recuperados 11.200 m² de pavimentação e implantados 560m de passeio sobre a areia da praia, meio-fio em granito.

Compartilhar