A rede de apoio aos pacientes de coronavírus em Salvador ganhou o reforço de 83 novos respiradores nesta segunda-feira (20). Os equipamentos foram apresentados pelo prefeito da capital baiana, ACM Neto, em entrevista coletiva concedida nesta manhã, na Central Municipal de Logística, em Campinas de Pirajá. Na ocasião, foi anunciada também a criação de 39 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19 no município.

Os novos leitos estão distribuídos entre o Hospital Municipal, Hospital Português, Hospital Santa Isabel e o Martagão Gesteira. No Martagão, serão dez leitos destinados exclusivamente para crianças com coronavírus.

“Nós sempre procuramos atuar em duas direções. De um lado tomar as medidas certas, agindo com precaução, promovendo todas as ações para conter a disseminação do coronavírus, para controlar o crescimento do número de casos e evitar um colapso no sistema público de saúde. A segunda ação que vem sendo preparada de maneira concomitante, que agora a gente começa a evidenciar, é a organização de novos leitos de UTI. A gente sabe que alguns esforços são necessários. De um lado, ter a estrutura física, hospitalar, preparada. Agimos com diferentes estratégias”, disse ACM Neto.

Dos 83 respiradores, 75 foram adquiridos com recursos da prefeitura. Outros oito foram doados pela Suzano Papel e Celulose, com sede em São Paulo, mas que tem atividades na Bahia.

Segundo ACM Neto, os equipamentos serão instalados na unidade hospitalar do Itaigara Memorial, localizada no Caminho das Árvores, e no hospital de campanha montado no Wet’n Wild, na Avenida Paralela.

“Queria agradecer o hospital São Rafael, que fez doação de 15 respiradores para Salvador. Já estão sendo instalados no Itaigara Memorial. Não trouxemos para cá. Foram levados diretamente para o Itaigara Memorial, onde vai funcionar a primeira unidade do município que vai tratar exclusivamente pacientes com o coronavírus. Teremos, até a próxima semana, 187 novos respiradores disponíveis para a nossa cidade. Sendo que, já assegurados, além dos 187, temos mais 8 que estão situados no Sagrada Família. Podemos afirmar com segurança que, por fruto do esforço promovido pela prefeitura, nós temos 195 respiradores certos e que serão dedicados exclusivamente para reforçar a rede de saúde e receber pacientes em estado grave”, disse o prefeito.

O objetivo da prefeitura é ter à disposição 250 leitos de UTI em Salvador. ACM Neto reforça que, até o momento, a gestão municipal dispõe de 195. Unidades classificadas como “gripários” serão instaladas nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). A ideia, conforme o prefeito, é garantir que a capital baiana não repeta o que tem sido visto em outras cidades, onde o sistema de saúde entrou em colapso.

“Sempre levamos em consideração o número de leitos com respiradores disponíveis contra o número de leitos com respiradores ocupados com pacientes com coronavírus. Para não ocorrer o que tem ocorrido em outras cidades, onde a equipe hospitalar tem que escolher quem vive e quem morre. Se tiver uma demanda de leitos de UTI maior do que de leitos funcionando, se tem um colapso. Está claro que esse não é algo exclusivo de países pobres. Daí vem o acerto da nossa decisão de controlar os casos, trabalhar com prevenção, de sermos duros nas medidas de suspensão das atividades, de estar em uma fase forte de apelo pelo uso da máscara. Que as pessoas continuem em casa. Só saiam quando for necessário. Tudo isso tem como objetivo evitar o colapso no sistema de saúde”, alertou.

De acordo com o último boletim divulgado pela Sesab, a Bahia havia registrado mais de 1.240 casos confirmados de coronavírus, com 45 mortes em decorrência da doença.

Compartilhar