O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou nesta terça-feira (17) que os cinemas serão fechados a partir da próxima sexta-feira (19) e os teatros da cidade deixarão de receber o público, funcionando somente para apresentações e eventos virtuais.

As medidas foram tomadas como forma de conter o crescimento dos casos positivos de Covid-19 na capital baiana que, de acordo com o prefeito, vive o pior momento desde o início da pandemia.

“Chegamos à conclusão que nós tinhamos que anunciar medidas, a exemplo da suspensão novamente do funcionamento de cinemas e teatros de forma presencial. Não estamos descartando, se esses números continuarem ao longo do dia que nas próximas 24h ou 48h vamos anunciar novas medidas de isolamento social na nossa cidade”, afirmou.

Bruno Reis destacou que as medidas podem ser tomadas por causa da pressão sofrida pelo sistema público de saúde, que está com as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) sobrecarregadas e com dificuldade em fazer a regulação de pacientes para os hospitais.

Segundo ele, a demanda tem sido grande também na rede privada e classificou a situação atual como o pior momento desde que a pandemia teve início no Brasil, em março do ano passado.

“A rede privada também está nesse momento suspendendo cirurgias eletivas para vagar leito de UTI Covid e atender a demanda, que cresce na mesma pressão na rede pública. Estamos vivendo o pior momento da pandemia”.

Compartilhar