A partir da próxima sexta-feira (18), os viajantes têm uma nova opção de voo para fazer a ponte aérea Rio de Janeiro-São Paulo.

Oferecida pela Icon Aviation, empresa de aviação executiva, em parceria com a plataforma de mobilidade aérea Fly Adam, a rota irá operar entre os aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ) a partir da nova regra aprovada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que permite a venda de assentos em voos executivos. Com essa autorização, a Icon se torna a primeira empresa de táxi aéreo a oferecer esse serviço no país.

Os voos têm previsão de acontecer às segundas e sextas, saindo de São Paulo na parte da manhã e retornando no final do dia. Com duração prevista de 1 hora, o valor da viagem será de R$ 2 mil por pessoa, por trecho, desde que haja, no mínimo, quatro passageiros.

Interior do avião executivo  - Divulgação - Divulgação

Interior da aeronave Pilatus PC-12

Imagem: Divulgação

Todo o processo de venda de assentos é realizado online pela plataforma Fly Adam, que está lançando o Adam Pool, para a venda de assentos individuais em empresas de táxi aéreo.

“A Adam Pool é a primeira plataforma colaborativa do setor de táxi-aéreo no mundo. Vamos começar com a venda de assentos, já disponibilizando a ponte aérea Rio-SP. Mas os planos são de expansão, abrindo mais rotas Brasil afora e, também, proporcionando que os usuários também possam formar grupos para voos”, disse Daniel Diniz, CEO da Fly Adam.

A ponte-aérea será a bordo do avião Pilatus PC-12, aeronave executiva com capacidade para até oito passageiros. Nas rotas entre as duas cidades, o serviço de bordo gratuito é composto por sanduíches, água e refrigerante.

“A venda de assentos é uma ótima oportunidade para que o setor possa se recuperar depois de meses com baixa demanda de voos”, comentou Michael Klein, CEO da Icon Aviation.

Para os voos na ponte aérea, cada passageiro pode embarcar uma bagagem com até 10 quilos e dimensões máximas de 45 cm x 35 cm x 20 cm (altura, largura e comprimento). Não é possível adquirir bagagem adicional, exceder o peso máximo estabelecido e a capacidade máxima do bagageiro da aeronave.

Compartilhar