O Comando de Policiamento Regional (CPR) Atlântico iniciou, nesta terça-feira, 23, o reforço do patrulhamento ostensivo no Engenho Velho da Federação. A medida foi tomada após denúncias de comerciantes sobre traficantes e policiais cobrando valores para oferecer “segurança”.

Equipes do CPR Atlântico (41a CIPM e Rondesp) fizeram incursões nas localidades da Lajinha, Forno e Baixa da Égua. Na chegada ,houve confronto com um grupo de homens armados, mas não ocorreram prisões ou feridos.

“A PM jamais permitirá que moradores paguem taxa ou sejam pressionados. Conversamos com alguns comerciantes e informações sobre a possível participação de militares nas extorsões foram repassadas para Corregedoria”, informou o comandante do CPR Atlântico, coronel Manoel Xavier.

Compartilhar