Após pista principal do Aeroporto Luís Eduardo Magalhães teve as luzes de orientação dos pilotos restabelecida e foi liberada na noite deste sábado (22). De acordo com a Salvador Bahia Airport, as companhias aéreas foram comunicadas que poderiam retornar a programação regular de pousos e decolagens da pista, que foi reaberta às 20h

O local, que apresentou pane elétrica na tarde de quinta-feira (20), precisou ser interditado para o restabelecimento total do balizamento luminoso, o que resultou no cancelamento de cinco voos. Um dos funcionários contratados para trabalhar nos reparos da pista, o engenheiro eletricista Elismar Santos Barbosa, 35 anos, morreu após tomar um choque em um dos cabos de energia.

Em nota, a concessionária responsável pelo aeroporto afirmou que, neste domingo (23), não houve nenhuma ocorrência de anormalidade e os voos seguiram normalmente.

Ainda segundo a Salvador Bahia Airports, a equipe da empresa encontrou “diversos para requalificar um equipamento que não teve a manutenção devida por muitos anos”.

Aeroporto tem movimento tranquilo neste domingo (23) (Foto: Mauro Akin Nassor)

 

E completou: “Importante salientar que o evento responsável pelo problema do balizamento mostrou-se mais desafiador do que o esperado, mesmo com o trabalho incansável das equipes de manutenção que estiveram atuando 24 horas por dia nos últimos dias”, acrescentou, ao lamentar “o impacto causado” no tempo de interdição.

Cancelamentos
Já na quinta-feira, três voos, incluindo um internacional, precisaram ser realocados para Aracaju (SE) e Recife (PE) em função do problema elétrico. Um voo da Latam, número 3141, teve que ser redirecionado para o Aeroporto de Aracaju, além dos voos Air Europa 0083 e da TAP 0029, que foram alternados para Recife e Natal, respectivamente. Os mesmos voos, que partiriam de Salvador para Portugal e Espanha precisaram ser cancelaos, ainda de acordo com a Salvador Bahia Airports.

No sábado, pelo menos três atrasos e dois cancelamentos foram registrados. Os atrasos, no entanto, segundo a Vinci, não tiveram relação com a interdição da pista, apenas os cancelamentos.

Um voo que sairia de Lisboa com destino à capital baiana foi cancelado antes mesmo de sair de Portugal. De acordo com a TAP, companhia aérea responsável pelo voo, o cancelamento ocorreu “devido a informações imprecisas quanto às condições de pouso do avião TAP, que é de grande porte”.

Todos os voos internacionais que pousam no aeroporto internacional utilizam a pista principal. A TAP ainda afirmou que teve que redirecionar outros dois voos nos últimos dois dias por conta da interdição da pista. Ainda no sábado, o primeiro atraso do dia ocorreu com um voo que vinha de Vitória da Conquista.

A aeronave acabou atrasando ainda na cidade. Ela ainda retornou posteriormente para Vitória da Conquista em um outro voo, que consequentemente também saiu atrasado. O terceiro voo foi da Azul com destino ao Aeroporto de Confins.

Compartilhar