Por Rodrigo Tolotti – Infomoney

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos na semana passada foi de 3,84 milhões, e apesar de desacelerarem em relação à semana anterior, ficou levemente acima da expectativa mediana dos economistas compilada pela Bloomberg, que apontava para 3,5 milhões de pedidos.

Com isso, o total de pedidos de auxílio-desemprego em seis semanas, desde o início da crise do novo coronavírus, superou 30 milhões.

Os pedidos na semana encerrada em 25 de abril chegaram ao nível mais baixo em um mês, após terem batido seu maior nível na semana de 28 de março, quando foram atingiram um recorde de 6,87 milhões.

Embora alguns estados e municípios americanos tenham começado a retomar suas economias, grande parte da infraestrutura essencial dos EUA permanece bloqueada.

Os problemas no mercado de trabalho refletem uma queda maior na atividade econômica que apenas recentemente se refletiu nos dados. No primeiro trimestre, o Produto Interno Bruto (PIB) contraiu 4,8%, segundo dados divulgados na quarta-feira.

Compartilhar