Um médico foi morto dentro da clínica particular, onde trabalhava, na cidade de Barra, no oeste da Bahia, na manhã de quinta-feira (23).

A vítima é o médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, que tinha 44 anos. Segundo a polícia, ele era natural da cidade de Xique-Xique, que fica na mesma região, mas trabalhava em Barra. Júlio César também atendia como clínico geral.

O que aconteceu?

O médico prestava atendimento a uma criança, no consultório de uma clínica particular. O atirador entrou no local e disparou quatro vezes contra ele. Um dos tiros atingiu a cabeça do pediatra. Ele chegou a ser socorrido por funcionários do estabelecimento, mas não resistiu.

Quem são os suspeitos?

Dois homens são suspeitos de participarem do crime, mas eles ainda não foram identificados pela polícia. Um é o atirador, que invadiu a clínica e o consultório. O segundo é o comparsa que levou o atirador ao local em uma moto e prestou fuga no mesmo veículo. Câmeras de segurança flagraram a ação e poderão ajudar na identificação dos suspeitos.

Qual arma foi usada?

Segundo a polícia, foi usada uma pistola no crime. Mas ainda não há detalhes sobre as especificações do armamento, como o calibre.

Qual a motivação?

As investigações estão em andamento e a motivação ainda não foi divulgada, para não atrapalhar as apurações.

Compartilhar