Em sua trajetória de 17 temporadas na NBA, LeBron James teve a oportunidade de fazer parceria com algumas estrelas. O craque que tem no currículo 10 finais, conquistou esse feito com a ajuda de nomes como Chris Bosh, Dwyane Wade, Kevin Love e Kyrie Irving. Nenhum deles, no entanto, conseguiu assumir o nível de protagonismo mostrado por Anthony Davis nos playoffs de 2020.

O Monocelha, como é conhecido, está no auge da carreira e tem se valido da façanha de não ser um astro meramente à sombra de LeBron numa corrida pelo título. Davis tem comprovado isso com números e participações decisivas, recusando-se a vestir o rótulo de “Robin de um Batman chamado LeBron”. Tão protagonista quanto LeBron, Anthony Davis é um dos destaques da final e sério candidato ao prêmio de MVP das finais.

Os números de Anthony Davis em 2020

Vestindo a camisa dos Lakers, Anthony Davis fez mais uma temporada brilhante na carreira. Teve médias de 26.1 pontos, 9.3 rebotes, 1.5 roubadas e 2.3 tocos na temporada regular. Ou seja, mesmo dividindo quadra com um superastro do tamanho de LeBron, ficou acima da média da carreira em pontos, assistências e roubadas. Teve o mesmo índice de eficiência.

Ao adquirir Davis e cercar LeBron de excelentes veteranos e bons arremessadores, o Los Angeles Lakers ganhou pompa de favorito ao título no início da temporada 2019-2020. O papel de protagonista à altura de LeBron estava reservado a Davis desde o início, como deixou claro o próprio camisa 23 na abertura do Media Day da temporada.

“Todos nós sabemos que Anthony Davis é maravilhoso. Se não tivermos Anthony Davis foco do nosso ataque enquanto ele está em quadra, não há sentido em tê-lo ali, porque ele é ótimo. Isso não significa que toda vez a bola irá nele, irá nele e irá nele. Mas teremos essa possibilidade a nosso dispor. Ele tem sido muito eficiente em sua carreira, chama marcações duplas, e quando você consegue fazer isso, você tem os números a seu favor”.

Anthony Davis e LeBron se cumprimentam após vitória do Los Angeles Lakers — Foto: Getty Images

Anthony Davis e LeBron se cumprimentam após vitória do Los Angeles Lakers — Foto: Getty Images

Na defesa, Davis também teve uma temporada irrepreensível. Foi escolhido para o time defensivo ideal da temporada e finalista do prêmio de melhor defensor da temporada, sendo superado por Giannis Antetokounmpo.

Sua atuação no jogo 4 da final contra o Miami Heat foi o resumo do ano do ala-pivô defensivamente. Veja o comparativo entre o rendimento de Davis em 2020 e o de outros parceiros emblemáticos de LeBron em anos de título.

Os grandes parceiros de LeBron

Pts p/ jogo na fase regular Eficiência na fase regular Pts p/ jogo nos playoffs Eficiência nos playoffs
Dwyane Wade (2012) 22.1 26.3 22.8 22.0
Dwyane Wade (2013) 21.2 24.0 15.9 18.7
Kyrie Irving (2016) 19.6 19.9 25.2 24.4
Anthony Davis (2020) 26.1 27.4 28.2 29.8

E se der Lakers? Quem leva o MVP das finais?

Os Lakers abrem 3 a 1 nas finais, e caso o Heat não consiga uma virada épica, o time conquistará seu 17º título. A pergunta que fica é? Nessa circunstância, quem seria o MVP das finais? LeBron James ou Anthony Davis? Veja como a dupla está depois de 4 jogos disputados.

LeBron James x Anthony Davis nas finais

LeBron James Anthony Davis
Pontos 27.8 25.8
Rebotes 11.0 9.3
Assistências 8.5 3.3
Roubadas 0.8 1.0
Tocos 0.8 1.8
FG% 54.1 61.0

Para além dos números, vale lembrar que os craques brilharam de forma semelhante nos jogos 1 e 2; LeBron teve boa partida e Davis foi mal no jogo 3; e no jogo 4, LeBron liderou o ataque, e Davis anulou o Heat com uma grande noite defensiva. E aí? Quem levaria o MVP em caso de título dos Lakers?

A vez de Anthony Davis

Com ou sem o prêmio de MVP das finais, Anthony Davis chega ao estágio mais alto de sua carreira. Primeira escolha do New Orleans Hornets em 2012, o ala-pivô chegou à NBA cercado pela expectativa de ser um dos maiores homens de garrafão de sua geração. Afinal de contas, liderou a tradicional Universidade de Kentucky na campanha do título da NCAA, tendo sido eleito o jogador mais extraordinário do Final Four.

Nos Pelicans, em seus 7 anos de New Orleans, impressionou por sua envergadura, capacidade de dar tocos, trabalho de pés, e habilidade de criar jogadas de qualquer lugar da quadra apesar de ser um jogador de 2,08m. Comemorar conquistas, no entanto, só era privilégio quando vestia a camisa da seleção americana: ouro nas Olimpíadas de Londres, em 2012, e ouro no Mundial da Espanha, em 2014.

Na equipe da Louisiana, Davis teve como maior ajuda o armador Jrue Holiday. Juntos, eles conduziram os Pelicans a uma primeira rodada de playoff em 2015, quando foram varridos pelos Warriors, e a uma semifinal de Conferência em 2018, quando a equipe varreu os Blazers de Damian Lillard na primeira fase, e em seguida caiu novamente para os Warriors: 4 a 1.

Anthony Davis comanda Pelicans contra os Rockets em 2018 — Foto: Reuters

Anthony Davis comanda Pelicans contra os Rockets em 2018 — Foto: Reuters

Em 2020, vestindo o amarelo dos Lakers e brigando pelos holofotes com LeBron James de igual para igual, Anthony Davis está a um passo de sua primeira conquista coletiva na NBA. Numa liga com tantos craques fora de série que jamais conseguiram conquistar o anel de campeão como Karl Malone, Charles Barkley, Chris Paul e James Harden, o Monocelha poderá respirar aliviado se o time angelino vencer o jogo da próxima sexta-feira.

Anthony Davis comemora a cesta da vitória do Los Angeles Lakers sobre o Denver Nuggets — Foto: KEVIN C. COX /  GETTY IMAGES VIA AFP

Anthony Davis comemora a cesta da vitória do Los Angeles Lakers sobre o Denver Nuggets — Foto: KEVIN C. COX / GETTY IMAGES VIA AFP

Compartilhar