Por: Henrique Brinco

O prefeito ACM Neto (DEM) se reuniu ontem com representantes das empresas de ônibus e a secretaria de Mobilidade Urbana da cidade, para definir o novo valor da passagem. O gestor já havia garantido que a tarifa não passará de R$4,20. Atualmente a passagem custa R$ 4,00.

“Devemos fechar o entendimento no dia de hoje [ontem]. Isso está sendo conduzido pela secretaria de Mobilidade. Caso aconteça a gente vai anunciar e dar pelo menos 48h para que a população tome conhecimento. No entanto, eu só posso afirmar qualquer coisa depois que houver o fechamento formal por parte da prefeitura”, disse o prefeito.

A Casa Civil do governo Rui Costa (PT) informou que está em estudos a possibilidade ou não de aumento da tarifa do metrô de Salvador. Atualmente, o modal cobra o valor R$ 3,70 – R$ 0,30 a menos que os ônibus de Salvador.

Nos bastidores, segundo fontes da reportagem, corre a informação que a tarifa do metrô, se realmente for alterada, continuará abaixo do valor da tarifa de ônibus. Uma “análise técnica” está sendo realizada pela Casa Civil para a avaliar a necessidade ou não do aumento no metrô.

Líder do PT na Câmara Municipal de Salvador, a vereadora Marta Rodrigues, critica o aumento. “A prefeitura já renunciou R$ 100 milhões aos cofres públicos com aprovação da isenção do ISS para as empresas que sequer cumpriram com os 250 ônibus com ar-condicionado”, lembra.

Marta explica lembra que prefeitura assinou um TAC com o Ministério Público da Bahia onde se comprometia em disponibilizar mais conforto e ônibus com ar-condicionado como condicionante para o aumento da tarifa de R$ 3,70 para R$ 4 e para a isenção do ISS.

CMS

O Colégio de Líderes da Câmara Municipal se reunirá na próxima segunda-feira, às 16h30, no Salão Nobre, para definir a agenda de votação do próximo bimestre. A atividade ocorrerá após reunião extraordinária entre todos os vereadores, conforme convocação do presidente Geraldo Júnior (SD).

Segundo o chefe do Legislativo municipal, o encontro do Colégio de Líderes terá o objetivo de “discutir a tramitação de matérias do Executivo, dentre elas a reforma da Previdência, além de projetos de vereadores”.

Na quarta-feira, também no Salão Nobre, o secretário municipal de Gestão, Thiago Dantas, apresentará aos legisladores o projeto de lei dedicado aos servidores municipais. O texto do Executivo será enviado à Casa nesta quarta-feira.

Compartilhar