A empresa japonesa responsável pelo navio que derramou petróleo na costa das Ilhas Maurício se comprometeu a pagar ao menos US$ 9,4 milhões (R$ 50 milhões) para ajudar a restaurar as áreas afetadas.

Em um comunicado, a Mitsui OSK Lines, do Japão, afirmou que pretende contribuir com um “fundo de quase um bilhão de ienes durante vários anos para apoiar as medidas” de recuperação do meio ambiente marinho.

As medidas incluem projetos de proteção de manguezais e corais e a criação de um fundo para a recuperação do meio ambiente.

Compartilhar