Os moradores do bairro da Palestina, às margens da BR-324, em Salvador, estão sem contar com o serviço de transporte público desde a noite desta segunda-feira, 12. Com isso, os coletivos não estão indo até o fim de linha e os usuários têm que usar o pontos localizados na rodovia.

De acordo com informações do Sindicato dos Rodoviários, o motivo da suspensão do transporte tem a ver com a morte de criminosos na localidade, que teriam decretado toque de recolher e fechamento do comércio, após uma operação policial. A Polícia Mlitar (PM) nega o toque de recolher. “Conversamos com as empresas de ônibus e decidimos suspender a circulação dos ônibus na Palestina por falta de segurança”, afirma o vice-presidente do sindicato Fábio Primo.

Segundo ele, uma reunião entre rodoviários, PM e OT Trans (empresa responsável pelas cinco linhas que atendem a região) será realizada nesta terça-feira, 13, para definir o reforço da segurança no bairro e, consequentemente, a retomada da circulação dos coletivos.

Compartilhar