O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), e gestores municipais realizaram, nesta quarta-feira (10), vistoria em duas obras estruturais que têm como objetivo destravar o tráfego na região da avenida Tancredo Neves. De acordo com a Secretaria de Comunicação (Secom-PMS), a previsão de término está para início de 2022.

As intervenções envolvem a construção de uma ligação subterrânea com a avenida Magalhães Neto e a construção de uma ponte sobre o rio Camarajipe, na Ligação Iguatemi-Paralela (LIP). Os trechos são considerados alguns dos mais complicados no aspecto de trânsito na capital baiana.

“São áreas que concentram a maior quantidade diária de veículos da capital, gerando grandes problemas de mobilidade. Essas obras vão garantir maior fluidez de tráfego, possibilitando o acesso entre a Tancredo Neves e a orla da cidade, melhorando significativamente o trânsito nesta região, garantindo um menor tempo de deslocamento e melhorando a vida das pessoas”, afirmou o prefeito.

Ao todo, as obras custaram cerca de R$57 milhões e já possuem aproximadamente 60% dos trabalhos concluídos. As intervenções visam eliminar engarrafamentos crônicos na região, sentido Magalhães Neto, e no cruzamento do fluxo da Magalhães Neto sentido a avenida Luís Viana Filho (Paralela), facilitando também o fluxo do transporte coletivo por ônibus.

Segundo a prefeitura, a ponte sobre o rio Camarajipe tem previsão de entrega para fevereiro de 2022, enquanto o mergulho da Magalhães Neto será concluído no início de março do mesmo ano.

Melhorias

Titular da Superintendência de Obras Públicas (Sucop), Orlando Castro informou que a ‘nova Tancredo Neves’ é formada por quatro intervenções principais. Uma delas é a ponte do rio Camarajipe, que garante acesso direto à Paralela, sem necessidade de enfrentar o tráfego do Detran.

A outra ação é a construção do mergulho entre a Tancredo Neves e a Magalhães Neto, que resolve todo o engarrafamento na localidade Tok&Stok. A terceira intervenção é a instalação de um viaduto direcional ligando a Avenida ACM ao Detran.

Por fim, a quarta intervenção é a construção de mais um viaduto, que sai da região do Detran, sentido Rótula do Abacaxi, com retorno no Corpo de Bombeiros.

Compartilhar