Por Thaís Garcia

Segundo um estudo de pesquisadores em Hong Kong publicado em um artigo na The Lancet, o número de pessoas infectadas pelo coronavírus chinês na China é provavelmente quatro vezes maior do que o relatado até agora, informou o The Guardian.

Segundo um estudo de pesquisadores em Hong Kong publicado em um artigo na The Lancet, o número de pessoas infectadas pelo coronavírus chinês na China é provavelmente quatro vezes maior do que o relatado até agora, informou o The Guardian.

Com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), pesquisadores de Hong Kong analisaram o número de infecções chinesas até 20 de fevereiro.

Naquela época, 55.000 pessoas foram oficialmente registradas pela China como “infectadas”. No entanto, os pesquisadores relatam que o número de infecções na China é de pelo menos 232.000.

Na China, até o momento, cerca de 83.000 casos foram registrados oficialmente.

Na semana passada, o país informou que o número de infecções na cidade de Wuhan, onde a pandemia começou, é 50% maior do que o relatado anteriormente.

Compartilhar