O prefeito ACM Neto anunciou nesta terça-feira (16) que os bairros de Federação, Engenho Velho da Federação e Santa Cruz passam a ter medidas restritivas. Além disso, a prefeitura vai retornar com a ação para Brotas, incluindo o Engenho Velho de Brotas – líder em casos na capital, Brotas é o primeiro bairro que a receber novamente a intervenção. As medidas nos bairros omeçam na quinta-feira (18).

As restrições também foram suspensas em Periperi, Sussuarana e São Caetano e prorrogadas em Beiru/Tancredo Neves, Fazenda Grande, Paripe e Itapuã.

“Estamos anunciando início das operações na Federação e Engenho Velho da Federação, que já registram 416 casos da covid-19, no bairro de Santa Cruz, deixando claro que não alcança toda região do Nordeste, apenas a poligonal de Santa Cruz, onde já registramos 219 casos do novo coronavírus, e vamos retornar aos bairros de Brotas, incluindo o Engenho Velho de Brotas, que é o primeiro (em casos do novo coronavírus), se somar as duas regiões, com 756 casos da covid-19. Essas regiões passam a ter a presença da prefeitura por um prazo inicial de sete dias”, explicou Neto.

Ontem, o prefeito já havia falado da possibilidade de retorno a locais que receberam a intervenção anteriormente.  “Já estivemos em todas as principais localidades que possuem um número mais elevado de pessoas contaminadas nos dados que apresentamos hoje. E, para evitar uma pressão ainda mais sobre os leitos de UTI e também para reforçar o isolamento social, podemos retornar a alguns”, afirmou.

A ordem dos bairros com mais contaminados pela covid-19 em Salvador é liderada por Brotas, Pituba e Pernambués. Seguem Fazenda Grande do Retiro, Liberdade, São Marcos, Itapuã, Cabula, Beiru/Tancredo Neves, Periperi, Paripe, Uruguai, Federação, Cosme de Farias, São Caetano, Plataforma, Lobato, Sussuarana, Imbuí e Boca do Rio. Com exceção da Federação, agora incluída, e Imbuí, todos já passaram pelas medidas restritivas.

Em todos os locais com ações de isolamento mais rígidas, os comércios formal e informal devem permanecer fechados, independentemente do tamanho da área. A exceção acontece apenas com as atividades essenciais, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde.

Além disso, os bairros recebem ações de proteção à vida que consistem na distribuição de cestas básicas para trabalhadores informais e entidades sociais que atuam na região, e de máscaras de proteção para a comunidade. Também são ofertados testes rápidos para detecção do coronavírus, medição de temperatura, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e Cras Itinerante.

Compartilhar