Moradora do bairro de São Marcos há mais de 40 anos, Eunice Maria de Jesus confessa aquele mantra que virou meme na internet: “quando cheguei aqui era tudo mato!”. Aos 72 anos, ela foi uma das moradoras presentes na inauguração da Unidade de Saúde da Família (USF) de São Marcos durante a manhã desta segunda-feira (3). Participaram do evento o prefeito ACM Neto e o secretário municipal da Saúde, Luiz Galvão.

Além da solenidade de inauguração, o evento também serviu para anunciar as duas novas médicas que irão atuar em Unidades de Saúde da Família da capital – elas foram selecionadas através do programa Mais Médicos e substituem os dois profissionais cubanos que eram responsáveis pela região antes do fim da parceria entre os governos brasileiro e cubano.

Uma das médicas é Gabriela Teixeira, 33. Formada em medicina há seis meses pela FTC, ela será a responsável pela Unidade de Saúde da Família na região da Nova Constituinte, em Periperi.

A outra profissional contratada não compareceu ao evento porque estava resolvendo problemas pessoais. A médica se chama Tiara Pereira e será a responsável pela USF de Boca da Mata. As duas médicas assumem seus postos de trabalho a partir desta terça-feira (4).

“Sempre atuei na área de saúde básica quando estava na graduação. É muito importante atuar nessa área porque é possível trabalhar acompanhando o paciente em um local que é próximo de sua residência. Assim, conseguimos criar um vínculo, estender nosso trabalho para além do diagnóstico e também atuar na prevenção”, explica a nova médica.

Segundo o prefeito ACM Neto, Salvador tinha apenas dois médicos cubanos e por isso não teve problema com o fim do convênio entre Brasil e Cuba. Logo após a saída dos cubanos, houve a reposição. Ainda segundo o prefeito, a cidade conta com 272 equipes de saúde da família, sendo 104 através do programa Mais Médicos.

(Foto: Max Haack/Secom)

650 pacientes por dia
A unidade de São Marcos conta com quatro equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) e outras quatro da área bucal. Possui 12 consultórios, sendo 4 odontológicos. Vai oferecer serviços básicos, a exemplo de atendimento para pessoas com hipertensão arterial, diabetes, pré-natal, planejamento familiar, tuberculose e hanseníase.

A nova unidade de saúde oferecerá ainda vacinas, coleta de material para exames laboratoriais, curativos, marcação de consultas e entrega de medicamentos. Terá capacidade para atender até 16 mil pessoas, sendo 650 por dia.

Segundo Luiz Galvão, a região encabeçada pelo bairro de Pau da Lima chegou a 50,5% de cobertura na área de saúde básica após a inauguração do posto de São Marcos. Ainda no mês de dezembro está prevista a entrega da USF do Novo Marotinho.

Compartilhar