Por Eduardo Dias – Correio da Bahia

A partir desta quarta-feira (8), os moradores do bairro de Nova Esperança e região passam a contar com o novo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Ceasa, que foi reformado e reestruturado.

A inauguração ocorreu na manhã desta quarta-feira (8) pela prefeitura. O novo equipamento, situado na Rua Castro Alves, nº 8, em Nova Esperança, recebeu um investimento de R$ 541.081,11. As obras envolveram reformas elétricas, hidráulicas, construção de sanitário, pintura, colocação de divisórias, instalação de ar-condicionado e rede lógica, adequação para acessibilidade, mobiliário novo, entre outros itens.

O novo centro tem capacidade para realizar 620 atendimentos socioassistenciais por mês e vai contemplar os moradores das comunidades do Barro Duro, Bom Sucesso, Campo Verde, Cepel I, Cepel II e Areia Branca.

O CRAS Ceasa vai funcionar de segunda a sexta-sexta-feira, das 8h às 12h, e das 13h às 17h. As unidades do CRAS contam com assistentes sociais, psicólogos, estagiários e pessoal de apoio, e ofertam serviços como orientação, fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, cadastramento e atualização do Cadastro Único para programas sociais do governo federal, educação financeira, orientação jurídica, entre outros.

A inauguração do novo equipamento foi comandada pelo prefeito em exercício e secretario dê Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, ao lado da secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Ana Paula Matos.

Para Bruno Reis, a entrega do novo CRAS reformado, que é fruto de uma parceria entre a prefeitura e o Banco Mundial, vai possibilitar que o local ofereça um serviço de qualidade para a comunidade.

“Nossa meta é levar esse programa para todas as 28 unidades dos CRAS, que serão completamente recuperadas. Esse é um compromisso permanente nosso. Só quem já precisou de um serviço oferecido pelo CRAS sabe a importância dele para o fortalecimento dos vínculos familiares. É como uma mão amiga, um ombro amigo da sociedade, que fortalece as famílias”, disse o gestor, que lembrou que antes do início da gestão atual da prefeitura, a comunidade de Nova Esperança não queria mais pertencer a Salvador por falta de assistência aos bairros mais distantes.

“Teve um período que essa região não queria mais pertencer a Salvador, queria se integrar a Simões Filho ou até mesmo a Lauro de Freitas, porque para a prefeitura essa região estava fora do mapa da cidade. Por aqui não existiam serviços públicos, nem os representantes andavam por aqui. Mas com a chegada do prefeito ACM Neto, em 2013, a gente passou a olhar para a cidade toda. Não há, hoje, um bairro de Salvador que não tenha a marca, a presença da prefeitura. Agora, os moradores dessa região têm orgulho de dizer que fazem parte de Salvador. A cidade mudou, está com uma nova cara. Hoje a nossa autoestima está elevada”, completou.

Já a titular da Sempre, Ana Paula Matos, fez questão de ressaltar a importância do CRAS para as comunidades. Segundo ela, as unidades ajudam e auxiliam os moradores no combate à violência infantil e exploração de trabalho de menores, além de outros serviços oferecidos.

“Sabemos da importância desse equipamento para essa área. Sabemos também que nessa região há muitas crianças que sofrem tentativas de abuso sexual e de trabalho infantil e, através do CRAS, em parceria com o Conselho Tutelar, temos combatido toda e qualquer violação de direito. O CRAS traz para as comunidades uma série de oportunidades como atendimentos e cursos de qualificação. Com o apoio do CRAS, os vínculos familiares e comunitários são fortalecidos. Tenho esperança que, com o apoio da prefeitura, teremos uma cidade menos desigual e com mais oportunidades”, afirmou.

Compartilhar